Puma anuncia parceria com o City; vínculo deve pagar R$ 322 milhões por ano ao clube



Depois de longa espera, a Puma finalmente anunciou que vestirá o Manchester City – que atualmente tem uniformes da Nike. A nova parceria passa a valer a partir de julho. Segundo informações da Press Association, o vínculo terá dez anos e pagará 65 milhões de libras (R$ 322,7 milhões) por temporada aos Citizens. Até aqui, o valor que vinha sendo noticiado por veículos da imprensa inglesa era de 50 milhões de libras (R$ 248,3 milhões) por ano ao clube.

Caso o valor de 65 milhões de libras por temporada se confirme, o contrato entre Puma e Manchester City será o segundo maior da Inglaterra para fornecimento de material esportivo. O Manchester United lidera o quesito, recebendo 75 milhões de libras (R$ 372,4 milhões) por ano da Adidas.

A Puma já tem vários jogadores do City sob contrato com a marca, incluindo Vincent Kompany, David Silva e Sergio Agüero. Nos últimos dias, veículos europeus afirmaram que Pep Guardiola também fechou um acordo com a Puma.

Vincent Kompany, Sergio Agüero e David Silva em publicidade da Puma (Imagem: Reprodução de internet)

Além da união com o City, a Puma também encerrou rumores recentes e confirmou que vestirá o Girona (ESP), o Melbourne City FC (AUS) e o Club Atlético Torque (URU), clubes que pertencem ao City Football Group, organização que comanda o Manchester City. Os acordos começam em julho, mas seus valores não são conhecidos. Umbro, Nike e a marca uruguaia Luanvi perdem seus postos nos clubes citados, respectivamente.

– A parceria da Puma com o City Football Group é o maior negócio que já fizemos, tanto em escopo quanto em ambição. Estamos muito entusiasmados em fazer esta parceria com o City Football Group, cujo sucesso, ambição e motivação para a inovação os fez estabelecer novos padrões, dentro e fora do campo. Estamos ansiosos para construir a parceria mais inovadora no futebol, redefinindo o modelo de parceria esportiva dentro e fora do campo. Queremos maximizar o desempenho no campo, bem como a cultura do futebol, em áreas como música, jogos e moda, para conectar e inspirar a base de fãs de cada equipe – disse Bjørn Gulden, CEO da Puma.

Nesta semana, o City Football Group já havia anunciado que a Puma vestiria o Sichuan Jiuniu FC, time que atualmente disputa a terceira divisão da China e é a mais nova aquisição da organização que comanda o Manchester City.

– Este anúncio marca o início de um novo e excitante capítulo para o City Football Group. Nosso relacionamento com a Puma, cobrindo cinco clubes do City Football Group em quatro continentes, irá redefinir o modelo de parcerias esportivas em uma escala verdadeiramente global, sendo localmente relevante e autêntico para fãs em todo o mundo. A Puma compartilha nossa visão de expectativas desafiadoras, e estamos ansiosos para o que acreditamos ser uma parceria inovadora – falou Ferran Soriano, CEO do City Football Group.

O City Football Group ainda comanda outros dois clubes, o Yokohama F. Marinos (JAP) e o New York City FC, clube da Major League Soccer (MLS). Ambos são vestidos pela Adidas e não entraram no pacote da Puma. No caso do Yokohama F. Marinos, o motivo de não ter ocorrido a troca de fornecedora não foi revelado. Já no caso do New York City FC, todos os clubes da MLS precisam usar Adidas, por contrato da marca com a liga.



MaisRecentes

Nova camisa 3 do Palmeiras tem foto revelada na internet; veja detalhes



Continue Lendo

Em recomeço na Série D, Palermo abre votação para torcida escolher nova camisa



Continue Lendo

Camisas da Bélgica e Suécia para Eurocopa 2020 são reveladas por site; veja imagens



Continue Lendo