Possível rival do Grêmio no Mundial precisa fazer ‘cirurgia’ na camisa para a competição



Possível rival do Grêmo na semifinal do Mundial de Clubes, o Pachuca (MEX) precisou remodelar o seu manto para a disputa da competição. Explica-se: a Fifa tem regras muito rígidas sobre o número de patrocinadores e o tamanho deles nas camisas do Mundial. Por conta disso, a equipe mexicana precisou cortar quatro parceiros da camisa, além de reduzir o espaço do seu patrocinador master.

A nova camisa foi apresentada nesta quarta-feira. Apenas os logos da Nike, fornecedora de material esportivo, e dos Cementos Fortaleza – bem menor – seguiram no manto.

O antes e depois da frente da camisa

A parte de trás da camisa também teve que ser remodelada. Além da saída de todos os patrocinadores, a fonte original do número precisou ser alterada – porque foi considerada caricata. A fonte do nome dos jogadores também sofreu mudança. Por fim, o local do nome foi remanejado para cima do número – antes era abaixo.

O antes e depois das costas da camisa

O Pachuca entrará em campo no Mundial neste sábado, contra o Wydad Casablanca, de Marrocos. O duelo, válido pelas quartas de final, será às 11h (de Brasília). Quem passar, enfrentará o Grêmio na próxima terça-feira, às 15h (de Brasília).



  • Pedro Chaves

    Que palhaçada!

  • Bruno César de Faria

    Ficou bem melhor sem aquele mundo de propagandas.

MaisRecentes

Sergio Ramos estreia chuteira na final do Mundial de Clubes contra o Grêmio



Continue Lendo

Corinthians usa 57 camisas diferentes no ano. Colecionador tem quase todas



Continue Lendo

Kaká prestigia evento em São Paulo e celebra relançamento de chuteira icônica



Continue Lendo