Na Copa de 1974, Cruyff peitou a Adidas e gerou polêmica histórica



O ídolo holandês Johan Cruyff faleceu nesta quinta-feira, vítima de um câncer no pulmão, aos 68 anos de idade. Além de ter sido um craque, o ex-jogador foi um homem de personalidade forte. Durante a Copa do Mundo de 1974, o meia-atacante peitou a Adidas, em um episódio que entrou para a história do futebol.

Em um tempo no qual patrocínios ainda engatinhavam no mundo da bola, a Adidas tinha um acordo para vestir a seleção da Holanda durante o Mundial de 1974. Como era proibido estampar logomarcas nas camisas de jogo, a empresa alemã criou as três listras que saem do ombro e vão até a ponta das mangas para promover seu produto. No entanto, Cruyff já contava com um patrocinador pessoal: a Puma, maior concorrente da Adidas na época. O ídolo, para não fazer “propaganda de graça” da Adidas, exigiu que federação arrumasse uma solução. E assim nasceu a camisa com duas listras.

PUMA-Johan-Cruyff-vs-Adidas

Seleção-Holandesa-Copa-do-Mundo-1974-640x488

Repare nas listras da camisa de Cruyff, o 2° sentado da esquerda para a direita. Único com duas listras

Antes de resolver o problema, Cruyff havia ameaçado não disputar o Mundial. No fim das contas, Cruyff brilhou naquela Copa, mas a Holanda acabou ficando com o vice, perdendo para a Alemanha na decisão.



MaisRecentes

Cristiano Ronaldo faz excursão pela China e promove marca; saiba mais



Continue Lendo

Nova terceira camisa do Chelsea vaza na internet. Veja imagens em galeria



Continue Lendo

Veja terceiras camisas que fugiram às cores tradicionais dos clubes brasileiros



Continue Lendo