Em ação especial, Talleres de Córdoba põe nome de jogadores em Braille na camisa



Na última segunda-feira, o Talleres de Córdoba enfrentou o Racing, pelo Campeonato Argentino, com o nome dos jogadores na camisa colocado em Braille. A iniciativa ocorreu porque na última segunda foi celebrado o Dia Internacional do Deficiente Físico. A ação ocorreu em parceria com a Fundação Argentina contra a Cegueira e a Clínica de Ojos Córdoba, tendo como objetivo mostrar a importância da utilização do Braille no dia a dia de deficientes visuais.

A iniciativa aconteceu na camisa 2 do clube.

A CAMISA EM IMAGENS

Camisa do Talleres é assinada pela Penalty (Imagem: Divulgação/Talleres de Córdoba)

Talleres atuou em casa e perdeu por 3 a 1 (Imagem: Divulgação/Talleres de Córdoba)

A frente da camisa 2 do Talleres (Imagem: Divulgação/Talleres de Córdoba)

O Braille é um sistema de escrita tátil utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão. É tradicionalmente escrito em papel em relevo. Os usuários do sistema Braille podem ler em telas de computadores e em outros suportes eletrônicos graças a um mostrador em braile atualizáveis. Eles podem escrever em braile com reglete e punção, máquina de escrever em braile, notetaker em braille ou computadores que imprimem braile em relevo.

O Braille recebeu este nome devido ao seu criador, Louis Braille, que perdeu a visão em um acidente na infância. Em 1824, Braille desenvolveu aos 15 anos um código para o alfabeto francês em uma melhoria para a escrita noturna. Em 1829, ele publicou o sistema, que incluía a notação musical.

Em 1837, ele publicou uma segunda revisão, que foi a primeira forma binária de escrita desenvolvida na era moderna. Os caracteres Braille eram pequenos blocos retangulares chamados de células, que contêm minúsculas protuberâncias palpáveis chamadas de pontos levantados. O número e a disposição destes pontos distinguem os caractere uns dos outros. Já que os vários alfabetos Braille originados como códigos de transcrição de sistemas de escrita impressa, os mapeamentos (conjuntos de designações de caracteres) variam de língua para língua.

AÇÃO NO BRASIL

Por aqui, o Dia Internacional do Deficiente Físico também foi lembrado na última rodada do Campeonato Brasileiro. Oito times patrocinados pela Caixa Econômica Federal (Atlético-MG, Botafogo, Flamengo, Atlético-PR, Bahia, Cruzeiro, Sport e Santos) jogaram com uniformes com números alterados, fazendo referência aos códigos que designam as diversas modalidades paradesportivas e suas classes. A ação foi planejada pelas Loterias Caixa e, além da mudança no número, o logo do banco na frente das camisas ganhou a inscrição “A diferença faz parte do jogo”.

Camisas de Botafogo e Atlético-MG, que se enfrentaram (Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Costas da camisa do Bahia (Imagem: Divulgação)



MaisRecentes

Camisa da Juventus da parceria Adidas + EA Sports ganha novo estoque no Brasil



Continue Lendo

Liverpool lança camisa ‘Blackout’; confira imagens e detalhes da novidade



Continue Lendo

Nova camisa 1 do San Lorenzo é revelada por jornalista no Instagram; veja imagens



Continue Lendo