Treinos 100% fechados: não há comentários



Fala, pessoal!

Era para eu iniciar este texto comentando sobre o desempenho de Nenê nesta primeira parte da pré-temporada do Vasco. Analisar como Escudero e Muriqui, únicos reforços contratados, foram nos primeiros dias de atividade em São Januário. Também dizer como a equipe rendeu nos dois jogos-treino realizados. Mas é impossível. O Vasco não liberou a imprensa de assistir nem um segundo sequer desta pré-temporada até aqui.

Desde o dia 2 de janeiro, quando o Vasco se reapresentou neste 2017, todos os treinamentos foram 100% fechados para os jornalistas. Uma atitude que não dá para compreender. Alguém pode dizer que os principais clubes da Europa ou as Seleções fazem isso, mas não é bem assim. Equipes como a do Barcelona e Real Madrid, por exemplo, liberam alguns minutos de treinos para a imprensa assistir, fotografar e até filmar.

Durante a entrevista coletiva do técnico Cristovão Borges na noite de ontem, em São Januário, antes da viagem da delegação do Vasco para os Estados Unidos, onde a partir de hoje se concentram para a Florida Cup, foi questionado sobre este mistério. Respondeu que “cada clube tem uma maneira de ser administrado e trabalhar” e que “é dessa maneira que o clube funciona”.

Cristovão Borges é o menor culpado. Esta atitude vem desde a queda de rendimento no ano de 2016. Quem perde com tudo isso é o torcedor do Vasco e o próprio clube. A exposição de marca na imprensa acaba diminuindo, desagrada patrocinadores e a torcida não tem acesso a análises de como os jogadores estão treinando, ficando afastado cada vez mais. Mistério que não tem nenhum ponto positivo ao clube.

Até a próxima!



  • Fernando

    Interessante… Metem o pau no clube, e ainda reclamam de fecharem o treino Huahuahauhauhauahuahua só rindo mesmo!

MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo

A indignação vai mais pela terceira Série B



Continue Lendo