Para começo de ano, até que não está ruim



*Visão do Vasco publicada no LANCE! desta quinta-feira

Em qualquer categoria de qualquer modalidade esportiva, perder para o maior rival nunca é bom. Por isso, mesmo que o clássico de ontem tenha sido válido por um torneio amistoso, o vascaíno não conseguirá considerar muita coisa boa do duelo. Porém, para começo de temporada, não está tão ruim assim. Até porque, por conta da grande reformulação que o elenco sofreu do ano passado para este, é preciso que sejam disputadas mais partidas até que os jogadores consigam alcançar o entrosamento.

Entre as novidades do Vasco estava uma que não é tão nova assim: Bernardo. De volta após passagem ruim pelo Palmeiras, ele mostrou disposição, criou algumas chances, que pararam nas mãos do inspirado Paulo Victor, e mostrou que, com um pouco mais de trabalho, pode ser bastante útil ao técnico Doriva. Também novatos, Jean Patrick e Christiano, laterais direito e esquerdo respectivamente, não agradaram tanto. Nei e Henrique, que os substituíram, foram melhores.

O problema principal, porém, foi outra novidade que não é tão nova assim: Sandro Silva. Ele vacilou feio e perdeu a bola para Everton, que fez o gol do Fla com facilidade.

Algo que vem acompanhando o Vasco há algum tempo é a falta de sorte. E ontem não foi diferente. Guiñazú sentiu o joelho ainda no primeiro tempo e teve de sair.

Voltando ao poderio ofensivo do time, Marcinho correu bastante, mas não fez muito, assim como Rafael Silva. Já Montoya foi mal e mostrou que, com o tempo, deve acabar perdendo a vaga para Julio dos Santos, que mostrou ser melhor que ele no segundo tempo.

Como já foi dito, falta tempo de trabalho para que os atletas se entrosem. Porém, como o goleiro adversário acabou sendo um dos destaques do jogo, não está tão ruim.



MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo