Que um dia a eleição do Vasco seja como a do Botafogo



Na última terça-feira, dei um reforço ao núcleo Botafogo na eleição presidencial do Alvinegro. Não participei tanto quanto no pleito do Vasco, mas fiquei de 9h às 16h na sede de General Severiano acompanhando a movimentação. Deixei o clube fazendo uma comparação entre as votações e cheguei ao seguinte pensamento: tomara que um dia a eleição do Cruz-Maltino seja como a do Bota.

Antes da eleição vascaína, tivemos brigas em convenções de candidatos e relatos de ameaças entre partidários em diversos momentos. Já no Botafogo, o clima foi de paz durante todo o processo da eleição. No dia do pleito, inclusive, candidatos e membros de chapas conviveram amigavelmente, conversando e interagindo.

No clube de São Januário, por exemplo, um dos candidatos foi aconselhado a deixar o local de votação por motivos de segurança e precisou ser escoltado por policiais até o seu veículo. Para quem viveu aquilo, nem parecia que era um evento envolvendo torcedores do mesmo time.

Há muitos anos a eleição presidencial do Vasco é sinônimo de caso de polícia. E, por isso, passamos a acreditar que isso é uma coisa normal, quando está bem distante disso.

Tomara que um dia a disputa pelo poder seja deixada de lado e as pessoas consigam entender que o que importante é o melhor para o clube. E, no Botafogo, onde os candidatos derrotados fizeram questão de parabenizar o vencedor e se colocaram à disposição para ajudar, isso parece já ter sido entendido.



  • Jadson

    É POR ESSE MOTIVO QUE O VASCO ESTÁ E VAI CONTINUAR SEM RUMO, O VASCO PRECISA DE UNIÃO, CHEGA DE GUERRA DE PODERES, SÓ PENSAM EM ROUBAR O VASCO, O CAMINHO QUE O VASCO ESTÁ SEGUINDO, ME PARECE SEM RUMO, VAI SE TORNAR MAIS UM TIME PEQUENO DO RIO DE JANEIRO E DO FUTEBOL BRASILEIRO, QUE SE ACABOU…………

MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo