Não encantou, mas venceu. Já foi um avanço…



Dizer que o Vasco jogou bem contra a Portuguesa, na última terça-feira, é um tremendo exagero. Diante de uma equipe fraca e com boas chances de ser rebaixada para a Série C, o Cruz-Maltino conseguiu uma importante vitória fora de casa, sem levar sustos, nem gols. Se compararmos com os recentes tropeços e a “mania” de dificultar jogos fáceis, o time de Joel Santana já teve um bom avanço.

Aliás, a única coisa que pode-se dizer que foi um retrocesso foi a volta ao esquema com três volantes. Sem muita explicação, o treinador tirou o meia Dakson e colocou Fabrício. Assim, perdeu em ofensividade e na qualidade do passe. Não há necessidade alguma de utilizar este esquema, que já era muito criticado pela torcida na época de Adilson Batista.

Outro ponto curioso é que, passadas 28 rodadas, dá para contar nos dedos a quantidade de jogos que o Vasco venceu de forma tranquila. Encantar, então, é uma palavra praticamente excluída do vocabulário cruz-maltino. Mas, convenhamos, o importante agora não é isso. Faltam dez jogos para o fim da Série B e, até lá, a equipe precisa manter a presença no G4 e se aproximar da liderança. Atualmente, a distância para a Ponte Preta é de apenas dois pontos.

Voltando ao jogo de ontem, Lucas Crispim demonstrou que pode ser uma boa alternativa na frente. Utilizado como titular na vaga de Thalles, fez algumas boas jogadas durante o primeiro tempo e nem precisava ser substituído na etapa final, quando deu lugar ao apagado uruguaio Maxi Rodríguez. Outra boa surpresa foi o goleiro Jordi. Também garoto, demonstrou insegurança em um lance, mas no geral foi bem e pode, sim, ser o reserva imediato de Martin Silva, que serve à seleção do Uruguai.

Bom, peças de reposição e elenco o Cruz-Maltino até tem. A partir de agora, precisa conseguir regularidade para engatar na busca do título e de um acesso tranquilo para a Série A. Afinal, isso é o mínimo que o clube tem que fazer na competição.



MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo