Quem optou pelo Vasco na sexta à noite recebeu um presente da equipe



O Rio de Janeiro está entre as cidades com mais opções de diversão noturna. Porém, apesar do leque de possibilidades, cerca de oito mil vascaínos deixaram de sair com amigos ou familiares numa noite chuvosa de sexta-feira e foram a São Januário para apoiar o Vasco em mais uma batalha na Série B.

Além das circunstâncias ruins da tabela, o momento do Vasco não é dos melhores, o que enobrece ainda o mais a atitude dos cruz-maltinos. E quem optou pela Cruz de Malta ontem, saiu do estádio feliz.

O roteiro foi perfeito. O Vasco abriu o placar aos 22 minutos do primeiro tempo, com Dakson, e ampliou na segunda etapa, com Thalles, que fez grande jogada no primeiro gol da equipe. A defesa, bem arrumada pelo técnico Joel Santana, não permitiu nenhum susto.

Parte dos cerca de oito mil torcedores presentes na Colina fazem parte da torcida Guerreiros do Almirante, que fica em frente ao camarote destinado aos jornalistas. Durante os 90 minutos, eles cantaram e apoiaram o Gigante da Colina.

No fim, antes de deixar ao estádio, estes mesmos torcedores cantaram “nunca vão entender esse amor”. Realmente… Só sendo louco, como eles mesmos se chamam, para entender essa paixão.



  • ODILON SILVA – RJ

    Podem reclamar de tudo da gestão do ROBERTO DINAMITE, podem apontar falhas administrativas, isso, aquilo, agora se tem uma coisa que não faltou em sua administração, essa coisa foi calor humano. Desde que Eurico Miranda saiu de São Januário a imensa torcida vascaína ressuscitou, passou chegar forte nos jogos do VASCAO, desde que Eurico Miranda saiu de São Januário impressionantemente todos os.jogos do VASCAO no maracanã, no engenhao a torcida vascaína mostrou força, em alguns jogos chegou colocar duas, três vexex mais torcida que o adversário. Jogos do VASCAO no norte, nordeste, jogos do VASCAO várias vezes baterem recordes de públicos, mostrando maior força que São Paulo, Corinthians. Jogo do VASCAO contra o Resende na árena Manaus, encheu mais que o jogo do Corinthians contra o Nacional no mesmo estádio, sendo que o jogo do VASCAO era jogo de uma torcida só, já o Corinthians era jogo contra o dona da casa. Agora mesmo o jogo do VASCAO contra o Oeste em Manaus, o jogo contra o Sampaio Cotreia no Maranhão, foram jogos que deram grandes públicos, superando muitos jogos em públicos, chegando ao ponto de colocar público três vezes maior que outros jogos da rodada. Desde que Eurico Miranda saiu de São Januário, várias vezes a torcida vascaína bateu recordes e mais recordes de público, várias vezes registrou o maior público da rodada. O problema todo que herdamos uma cultura euriquista, onde torcida vascaína não tem valor, onde Eurico Miranda se tutelou o grande herói, onde Eurico Miranda aparecia mais que a torcida vascaína, onde Eurico Miranda era atração maior, era mais importante, hoje a maior atração dos jogos do VASCAO é justamente a torcida vascaína, quem aparece mais é a torcida vascaína. Badra vê também, que Eurico Miranda bateu recorde negativo de público de todos campeonatos brasileiros, com ele o VASCAO era o 16, 17, rm media de público nos campeonatos brasileiros, chegando ao ponto de ser o quarto em média de público nos campeonatos carioca, mais ninguém reclamava, nem reclama, primeiro que viviam sob a lei da mordaça, segundo, que pensavam que Eurico Miranda era mais importante que o clube e sua imensa torcida. Outra grande perda para torcida vascaína, foi quando Eurico Miranda inventou a burrice de afastar a torcida vascaína do maracanã, o VASCAO sempre fez seus grandes jogos no maracanã, a história mostra isso., não é por acaso, que o VASCAO tem um rosário de grandes conquistas na vida do maracanã, sendo inclusive o primeiro clube a colocar 100 mil pessoas no maracanã. Desde que o maracanã foi construído em 1950, que o VASCAO passou fazer seus grandes lá, ficando São Januário para jogos médios, o VASCAO tinha esse privilégio, tinha dois estádios para jogar. Outra grande perda vascaína, no princípio Eurico Miranda bateu o pé, que o time vascaíno não faria aquela final contra o São Caetano no maracanã, fez aquela besteira de ogar em São Januário, o alambrado caiu, todo aquele acidente, consequentemente a drogada civil diminuiu s capacidade de São Januário, acabou que o jogo foi para o maraca onde o público foi maior. Mais ficaram sequelas, São Januário ficou muito pequeno, e o pior de tudo, o clube perdeu a cultura de jogar no maracanã, com São Januário tão pequeno, não jogando no maracanã, a imensa torcida vascaína perdeu seu espaço, não tem onde se acomodar, um grande problema, o ideal seria ser como antes, quando esse gigante era soberano nessa quesito, ou seja, os grandes jogos no maraca, os jogos médios em São Januário, mais São Januário com capacidade para 30 mil vascaíno. SUA IMENSA TORCIDA…….NORTE-SUL….NORTE-SUL……….

  • Erica Rodriguês De Sousa

    Adorei as jogadas do Vascão, agora temos uma preocupação o Joel não é um bom técnico mas esta internado e não vai poder treinar o Vasco esses dias.

MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo