O time ideal. Para outra competição



Padrão tático: confere. Defesa consistente: sim. Entrega dos jogadores? Incontestável. Disputando Copa do do Brasil e Série B, entender a razão pela qual o futebol vascaíno não agrada é uma missão necessária. Independentemente dos resultados finais de cada partida.

O primeiro tempo deste sábado foi um sonífero. O jogo foi horroroso. Muito pelos três volantes de cada lado. O Cruz-Maltino teve alguma dificuldade na saída de bola, mas recompunha taticamente com quase todos (Douglas e um dos atacantes não tinha obrigações defensivas). Com três volantes – parece que até o final será assim–, Adilson Batista tem um time compacto o suficiente para tomar poucos gols e, em lampejos de Douglas, oportunismo do ataque ou nos necessários avanços dos laterais, marcar seus gols.

Este é o time vascaíno. Capaz de fazer pouco mais do que apresentou recentemente. Parece assunto velho (os jogos contra América-RN e a própria Ponte Preta), o assunto é velho, mas também é previsível. Essa solução que faz o time ser competitivo tende a levar a equipe longe na Copa do Brasil. Mas quando é preciso fazer três pontos em sequência… Azar de quem assiste e torce pelo Vasco, pois já sabe que não tem velocidade no meio de campo.

A missão do comandante da equipe é fazer um time que parece ajustado para uma competição mata-mata, ser eficaz também nos pontos corridos. Da forma como o time joga, todo resultado será relativo: a vitória terá poréns e os lamentos da derrota vão apenas se repetir.

Na Série B, o Vasco sobra na história em relação aos concorrentes, mas a emoção de cada partida acaba sendo igual a dos rivais.



  • willians borel

    Saudações vascaínas!!!
    Do jeito que está, não dá mais.
    Me digam por favor qual o time da série B deste ano é compatível c/ o tamanho do Vasco. Tenho certeza que pensaram como Eu, nenhum!
    Mas p/ um time grande, temos que ter um téc. que pense grande e o Adilson não é este técnico. Pensei que ele sairia no final do brasileiro 2013, onde c/ esta mania de retranca não conseguiu salvar o vasco, achando que empate era bom. Bom p/ time pequeno!
    Pois bem ficou e achei que sairia no intervalo p/ a copa, e p/ minha frustração ele continua. E fazendo as mesmas coisas, trocando seis por meia-dúzia e o que é pior não reconhece que está errado, parece o Felipão.
    Estou até vendo quando estiver faltando 10 rodadas p/ o fim e o Vasco não estiver no G4 vão querer trocar. Gente a hora é agora! Chama o Joel santana que pelo menos não tem medo de time pequeno, Há não tem dinheiro. Cadê aquele Jorginho que treinou o Palmeiras algum tempo atrás e saiu p/ entrar o bundão do murici só porque tinha mais nome, Ele ( Jorginho ) pelo menos entende mais de tática do que o Adilson.
    Galera não podemos ficar achando que uma hora vai deslanchar porque enquanto estiver empatando jogo ele vai ficando e depois tudo vira desespero.
    Outra coisa que eu não aceitei foi a contratação do Kleber, gente só serviu p/ sacar do time a molecada que estava dando velocidade pro time e jogando c/ raça. agora o time fica parado em campo e só faz gol em bobeira do adversário ou em escanteio e falta, pelo amor de Deus já deu o que tinha que dar.
    Saudações!!!!

    • amarildo

      Concordo com vc, Willian Borel,Pelo amor de Deus, faça logo essa troca de treinador, chega de sofrimento, Vasco tem condições de estar no G4. DinaBosta, pela madrugada, mande essa mala do Adilson pra casa dele, Procvure já outro treinador mais teimoso e entenda de futebol.

  • Jadson

    Sem comentário sobre este futebol do Vasco, não vale apena assistir, pois nós vascaínos só passamos raiva, o time é muito lento, sem raça, muito fraco e com jogadores ultrapassados, no qual os outros clubes não querem, aí o vasco vai e pega, já chega de brincar de faz de conta, viver de passado, das glórias antigas do vasco, hoje a realidade do vasco é outra, o clube se apequenou, como o time se apequenou e chegou ao ponto de se igualar ao futebol de times da série B, C, D, sei lá, mas vamos lá, continuarei torcendo pelo meu vascão, com este futebol pobre e técnico muito ruim, sem mais……….

  • A grande inimiga do nosso time é a Bola ! A exceção do Martin Silva , todos brigavam com ela ! Thales , Edmilson , Gladiador , volantes , laterais , zagueiros . Até tu Douglas !
    Adilson , como jogador não fostes um virtuoso , porém , apresente aos nossos craques , a vantagem de tratar com carinho a gorduchinha .
    FOI DURO DE ROER ! SDV !

  • GIO

    Pelo andar da carruagem, vasco mesmo somente em 2016 e talvez. Treinador inoperante. 7 empates em 12 jogos. 10º colocado na serie a já seria uma lástima. PENSO QUE ESSE PESSOAL QUE ESTÁ NO VASCO FAZ UMA CAMPANHA PARA DESMORALIZAR O CLUBE DE VEZ. ESTÃO APEQUENANDO O CLUBE. VERGONHA. PARA O MICO DA ATUAL DIREÇÃO SER COMPLETO, FALTA CONTINUAR NA SERIE B. QUE LÁSTIMA.

  • O Vasco não venceu,mas temos que admitir que hoje não existe mais times fáceis de serem batidos como antigamente,ainda mais quando se joga no campo do adversário.A Ponte Preta tem um bom time e disputa de igual para igual com qualquer time do Brasil e sabíamos que não seria fácil ganhar deles duas vezes seguidas em seu estádio,arena ou seja la o nome que tenha;empatamos,não foi o resultado que queríamos ,mas pior seria se tivéssemos perdido.É bem verdade que o Vasco tem time para disputar qualquer campeonato,mas infelizmente temos um técnico que não escala bem o time e quando faz as substituições ou faz errado ou as faz tarde demais.Eu acho que um clube da grandeza do nosso Vasco tem que ter além de um bom time,um técnico à altura de sua grandeza e capaz de levar nosso time ao caminho das vitórias e dos títulos.

    • André Assis

      Fora Adilson… só isso

  • francis luis gonzaga de almeida

    Bom dia vascainos…..com esse treinador no comando do nosso Vascão….vai ficar dificil o nosso retorno a primeira divisão…..abre teu olho Dinamite….

  • GIO

    Já passou da hora de colocar um treinador de ” peito”. Alguém que bata na mesa e diga: ” Isso aqui é Vasco porr….” Esse que aí está é de pensamento pequeno, medroso.

  • Esse incompetente do ADILSON BATISTA,segundo o LANCE esta preocupado com a possibilidade do Vasco não ir para a série A;time o Vasco tem para disputar qualquer campeonato,seja ele série A do Brasileiro ou mesmo um campeonato europeu,mas o que esta faltando é um técnico à altura da grandeza do GIGANTE DA COLINA;que o Adilson seja mandado embora logo e um técnico novo e competente seja contratado.Com o time que o Vasco tem,se tiver um técnico competente,pode ganhar a COPA DO BRASIL e também ser campeão da série B.

  • GIO

    Isso é sério, uma das fontes é a tese de doutorado da Dra. Marizabel Kowalski, da Universidade de Educação Física de Viçosa, e explica como surgiu a “imensa nação rubro-negra”, umas das maiores manipulações de massa já vistas na História do Brasil. Todos os fatos têm provas e foram estudados pela doutora. O link segue abaixo, divulguem. É preciso alertar as pessoas do “mito” do qual são vítimas pelas garras da Rede Globo.

    Durante a ditadura, os militares viram a necessidade de criar massas alienadas para serem melhor manipuladas pela Rede Globo, TV recém-criada pelo governo, e seus jornais oficiais.

    Como o futebol já era uma grande paixão dos brasileiros, a idéia foi engrandecer determinados clubes de futebol para que fossem queridos pelas massas menos cultas (o “povão”) não só do RJ e de SP mas de todo o resto do país, de forma que a alienação fosse disseminada de forma mais efetiva. Roberto Marinho, dono da emissora e fanático torcedor rubro-negro, não teve dúvidas de que clube seria esse.

    Daí nasceu a construção do mito da “imensa nação” rubro-negra, com a Globo mitificando suas cores, jogadores e torcedores. Em SP, o clube escolhido foi o da “periferia”, o Corinthians.

    Começou uma das maiores enganações e manipulações da história do Brasil:

    Walter Clark, que comandou a Rede Globo por 12 anos (de 65 a 77), saiu de lá para ser vice-presidente do MULAMBOS em 78. De cada três jogos transmitidos pela emissora, um era do MULAMBOS . Câmeras eram obrigados a mostrar a todo momento a “festa” da ainda pequena torcida, que começou a se multiplicar.

    Armando Nogueira, que comandou por 25 anos o jornalismo da emissora, contou no sportv que os narradores da Globo eram obrigados a gritar mais alto nos gols do MULAMBOS , a diminuir nos de outros clubes. Os comentaristas eram advertidos a esconder os defeitos e aumentar as qualidades dos jogadores. Assim surgiu p.ex. o mito “Zico”, que virou lenda só no MULAMBOS mas enterrou o Brasil em 4 Copas (3 como jogador e 1 como coordenador, ao vetar a ida de Romário para a Copa de 98 por inveja de Romário ter ganho praticamente sozinho a Copa anterior, coisa que Zico jamais conseguiu).

    Os programas esportivos da Globo minimizam as torcidas, as vitórias e conquistas de, Vasco, Botafogo e outros clubes, e maximizam tudo que é do MULAMBOS (e do Corinthians). Os narradores e comentaristas continuam com suas missões, porém hoje com a Internet fica mais difícil enganar as pessoas mais inteligentes. De qualquer forma, o estrago foi feito, os dois times têm as maiores torcidas do país e a massa continua sendo manipulada facilmente… como sempre.
    fonte: http://www.efdeporte…ue-flamengo.htm

    ENTREM NO LINK ACIMA PARA UMA MATÉRIA MAIS COMPLETA

    • nivaldo

      gostaria muito de ver essa noticia em jornais, tv, e nas mãos do Cajuru.

      • Dudu

        Não tem como ver algo contra a Globo em revista, jornal, TV e muito menos peito pra algum jornalista divulgar isso! E acredito que a última coisa que nós vascaínos devemos nos preocupar é o Flamengo!!!

  • Dudu

    Acabamos de ver o fracasso de nível mundial de uma seleção tida como a melhor, ou uma das melhores do mundo, jogando nesse esquema de 3 volantes. Ainda não entendo porque os times continuam batendo nessa tecla! Eu acho que poderíamos jogar com 3 volantes de tivéssemos, no mínimo, 2 laterais excelentes ofensivamente, porque um bom armador de jogadas nós até temos. E isso é coisa que quase nenhum time no Brasil tem, um bom camisa 10! Mas eu não aguento mais ver 3 volantes jogando, atacante que tem que voltar pra ajudar o lateral a marcar, etc. Jogar com 3 volantes deveria ser apenas uma situação de mudança de uma partida, de acordo com o que acontece, e não ser um esquema de jogo onde o principal objetivo é fazer gol, e não, não tomar gols. Não é a toa que temos tantos empates.

    Como disse, tivemos um exemplo que virou chacota e vamos bater nessa tecla até quando???!!!

    Por mais incrível que possa parecer, esse ano até temos um material humano bom o bastante pra fazer um time competitivo, mas não estamos usando da maneira adequada. Não entendo um jogador da qualidade do Montoya praticamente não ser utilizado. Passamos um bom tempo insistindo em Felipe Bastos, Dakson, André Rocha, e agora o Fabrício e Pedro Ken. Poderíamos utilizar mais o Marquinho do Sul, Yago (esse até que vem sendo utilizado), Montoya. Mas infelizmente temos que ver o Ginazu, que é um ótimo volante, posicionado para armar jogadas.

    Temos que dar a Cézar o que é de Cézar, Ginazu destrói, Aranda destrói, Douglas cria, Montoya cria, Thales faz gol. Essa “mudança” de funções está destruindo o futebol brasileiro!!!!

MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo