Torcedor tem toda razão em cornetar



O título e o conteúdo do noticiário do Vasco hoje é bem claro: vacilar hoje está mais do que proibido. A entrevista coletiva do meio-campista Douglas também é bem direta. O camisa 10 está com razão. Apesar de a equipe não ser lá essas coisas – deixo bem claro que é a minha opinião –, vários pontos foram perdidos por “bobeiras”.

Lógico, são falhas que só quem está em campo pode cometer. Mas falhas que podiam ser evitadas, até porque – sempre vou dizer isso aqui –, o Vasco é grande demais para amargurar uma segunda Série B. É muito fácil para quem está fora dar pitacos. Mas o futebol é isso, movido a paixão e o torcedor tem mesmo que “cornetar”.

Afinal, é ele que faz o clube ser grande, é ele que paga ingresso, é ele que compra os produtos do clube, é ele que desfila pelas ruas do Brasil afora com a camisa. Alguém já viu jogador dos dias atuais ou dirigentes fazendo isso? Não, não viu. Fala-se muito em profissionalização. Tudo bem, é preciso mesmo isso. Mas é essa paixão que movimenta, que dá ênfase ao que é o futebol no país.

Então, tanto jogadores quanto dirigentes e treinadores já deveriam estar mais do que acostumados às críticas, porque, repito, representam e mexem com a paixão. Eles precisam entender que não são intocáveis e, muito menos, deuses. Vou só dar uma dica: se não gostam de críticas, que, então, trabalhem em outro lugar. Aqui, eu defendo a instituição. E, mais uma vez, tenho dito!



MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo