Sim, valeu a pena levar os reservas



Desde que o Vasco confirmou a vaga na decisão do Campeonato Carioca, a única coisa que passa na cabeça dos cruz-maltinos é vencer o Flamengo. Portanto, durante toda a semana, a atenção dos vascaínos à Copa do Brasil durou apenas 90 minutos. Sim. Justamente o tempo do empate vascaíno com o Resende, na Arena da Amazônia.

E a estratégia da comissão técnica foi perfeita. Deixou os titulares no Rio se preparando para o primeiro jogo da final, levou apenas reservas e juniores para Manaus e, além da bonita festa da torcida que lotou o moderno estádio, ainda pôde ver a equipe conquistar um resultado razoável para o jogo da volta, dia 16, em São Januário.

E num Vasco repleto de reservas, Adilson ainda pôde analisar o elenco que tem em mãos. O jovem lateral-esquerdo Lorran estreou bem, mas deu muito espaço na zaga. Dakson pode ser mais usado, desde que faça mais o simples. Já Bernardo e Montoya tinham boa oportunidade para voltar a ter espaço, mas foram mal.

Entre os juniores que entraram ao longo do jogo, Yago demonstrou muita velocidade e Marquinhos do Sul bastante disposição e um bom chute.

Agora, depois de “90 minutos de atenção para a Copa do Brasil”, o foco volta a ser o Carioca.



MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo