Um detalhe pode mudar tudo



No futebol, pouca coisa tem explicação. Um lance pode mudar tudo o que aconteceu em 90 minutos. E ontem o Vasco viu isso de perto. O time não jogou bem no primeiro tempo. Foi pressionado, pouco atacou, mas saiu vencendo. Na etapa final, quando cresceu no jogo, a zaga deu mole e viu Fred, impedido, empatar e deixar tudo igual no clássico carioca.

De fato, tecnicamente o Tricolor é superior. Disso não há dúvidas. E no primeiro tempo, os vascaínos puderam ver muito bem como é isso. Martin Silva fez boas defesas e a zaga teve muito trabalho para segurar as criações de Conca. O Vasco até tinha maior presença ofensiva, mas não criava. O gol de Edmilson, por exemplo, não foi em uma jogada trabalhada. Foi um rebote do chute de Pedro Ken. Mas foi gol.

E para quem pensou que o Cruz-Maltino voltaria para o segundo tempo na retranca e segurando o resultado, aconteceu exatamente o oposto. O time atacava mais, tinha em Everton Costa uma ótima opção pelo lado direito – nas costas do lateral tricolor – e se não fosse as oportunidades perdidas por Edmilson, poderia liquidar o jogo. Pois é…

Se não fez, levou. E com uma boa contribuição da zaga, que assistiu de camarote o gol de Fred. Para piorar a situação, os jogadores sentiram muito o empate e o Flu voltou a ser superior. Só não virou porque Martin Silva estava em um grande dia.

Agora, resta ao Vasco vencer o próximo jogo e torcer por uma combinação de resultados para conseguir ter a vantagem na semifinal.



MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo