Bom desfile, mas com alguns sustos



* Texto do repórter Felippe Rocha publicado no LANCE! desta sexta-feira

Madureira fazia 40º e o ”gramado” estava tão bom que mereceu até as aspas acima. Tudo isso poderia ter sido desculpa. Porém, o que se viu foi um baile de carnaval. Até porque, se não havia grama em alguns locais, o que não falta em Madureira é bom sambista. Mas o baile ficou apenas no placar. O desfile teve alguns contratempos, mas no geral, o saldo foi positivo.

A defesa, que vem dando sustos recentemente, foi segura e acabou premiada na apuração, mas isso é papo para mais tarde.

A primeira etapa foi sofrível. Os dois centroavantes não conseguiam receber bons passes: rara foi a chance de Thalles. Quem poderia auxiliar Douglas na armação, Pedro Ken e, principalmente, Fellipe Bastos, erravam quase tudo. Atravessavam o samba.

O gol de Rafael Vaz saiu no momento certo, mas é bom ressaltar que surgiu de uma bola que sobrou para ele, não foi trabalhada.

Montoya e Reginaldo entraram no intervalo e o primeiro está sendo procurado até agora. O segundo, porém, acertou a cabeça de Edmilson, logo no início, dando mais tranquilidade ao time.

Daí até o final, o Vasco continuou dominando a posse de bola e, mesmo com pouca criação, fez valer sua superioridade. Prevaleceu o tamanho da agremiação, até com Douglas desencantando.



  • O maior adversário foi o campo , qualquer time que jogar lá , vai ter dificuldades .

  • No jogo entre Vasco x Madureira notamos um fraco desempenho do nosso time (Vasco), cujo técnico ainda não sabe como escalar a equipe. Fraco desempenho de Montoya, F. Bastos, Aranda ( jogadorzinho ruim este, cometeu um pênalti infantil e nada produz de útil ), Pedro Ken e outros. Daremos muita sorte se ficarmos entre os quatros, no Carioca. Temos esperança que a dupla Fernando Horta e Jorge Salgado, se for o caso, dê novos rumos ao Vasco senão continuaremos ladeira abaixo. Necessitamos de uma grande reestruturação organizacional e financeira, sem as quais não podemos almejar nada no futuro. 70% do plantel + o depº técnico terão de ser substituídos e acredito que os novos dirigentes devam fazer um planejamento nos moldes de Grêmio, Palmeiras, inter e S. Paulo e adotar uma política de sócios capaz de soerguer o clube. Não sendo assim é marcar passo, como atualmente. ABS/JC.

  • O Adilson Batista,ja devia ter definido a muito tempo qual o meio de campo ideal e o ataque,porque a defesa com Martim Silva,Luan,Rodrigues,Aranda ,Diego Renam,Guiñazu,Douglas,Montoya,André Rocha e Edmilsom.O Importante é que teriamos no Banco substitudos de qualidade como é o caso do Bernardo,Pedro Quem,Wilian Barbio,Henrique,Jordi,Rafael Vaz,etc.

  • JC

    Ainda não entendi porque os comentários dos adeptos cruzmaltinos não são publicados na Resenha, mas se for para fins estatísticos e informativos aos seus titulares aqui vão alguns palpites:
    a) o Adilson deve promover treinos coletivos objetivando dar padrão ao time, fazendo novas experiências e não ficar trocando os profissionais de posição pois acredito que já conheça bem os atletas citados e seu fraco potencial: P. Ken, F. Bastos, Aranda, Guinazu (ñ tem mais preparo físico), Bernardo, Reginaldo e outros que o treinador perceba s/ condições. Por que não experimentar Rafael Vaz e Diego Renan (c/ a volta de Marlone) como médios ou jogar c/ 3 zagueiros? Colocar Thales, Everton, Edmilson, Barbi e outros novatos com real potencial? Insistir com Abuda por tanto tempo, para quê? Valeu à pena? João Kley? Henrique (sempre lesionados!). Vamos dispensar estes e pegar uns 6 profissionais de porte físico ña “B” que saibam chutar e que tenham porte físico? Hoje, futebol é jogo pegado. Nosso treinador é do tipo “fazer média”. Visão mesmo, nenhuma,OK.

MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo