Os xodós entraram e decidiram



*Texto do repórter Alexandre Araújo

Thalles e Montoya garantiram a vitória de ontem e deram mais um passo para caírem de vez nas graças da torcida vascaína. Ambos vêm tendo seus nomes gritados pelos cruz-maltinos, que pedem suas entradas e, quase sempre, correspondem. Thalles e Montoya, mas se preferir, “Thallesmã” e “Monstroya”.

Contra o Bangu, os dois entraram no segundo tempo e conseguiram mudar a história da partida e evitaram o empate, resultado que seria péssimo para o Vasco para o decorrer do Carioca.

Thalles e Montoya, por sinal, substituíram justamente a dupla de ataque titular, entrando nas vagas de Everton Costa e Edmilson, respectivamente.

Mas o triunfo não pode esconder que, ontem, a equipe cruz-maltina ficou muito longe do que se esperava, principalmente após a boa atuação no clássico de domingo, contra o Flamengo.

Tudo bem que o fato de o gramado estar ruim dificultou, mas ainda assim esperava-se um cruz-maltino com mais chances e sem tantos sustos.

No primeiro tempo, os erros de passe devem ter deixado Adilson Batista maluco. O time quase não fez o goleiro Rafael Silva trabalhar. Na defesa, momentos de tensão como a bola que Rafael Vaz tentou recuar para Martin Silva e obrigou o goleiro a sair no desespero para evitar o gol.

Até o gol de Thalles, o lance mais perigoso do Vasco havia sido uma cobrança de falta de Douglas, em que Rafael Silva voou no ângulo, fez grande defesa e facilitou a vida da arbitragem, que, desta vez, não precisou apontar se a bola entrou ou não.

No fim de tudo, a vitória veio e o sinal de alerta, que estava ligado em São Januário, poderá descansar um pouco até o próximo compromisso pelo Carioca.



MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo