O Vasco não foi ousado como deveria



O Vasco não começou bem a temporada de 2014. O Gigante da Colina domou os primeiros 15 minutos da partida contra o Boavista e marcou logo aos 10 minutos, com Reginaldo, que foi um dos destaques do time. Após isso, no entanto, o Cruz-Maltino parou de atacar o adversário e passou a assistir ao jogo.

Alguns reforços, como o zagueiro Rodrigo e o lateral-esquerdo Marlon tiveram boas atuações. Já André Rocha produziu pouco e deixou alguns espaços na marcação. A falta de agressividade do Vasco foi resultado do esquema de jogo escalado pelo técnico Adilson Batista, um 4-3-3 com três volantes no meio e nenhum armador.

Logo no início do segundo tempo, aos 15, veio o primeiro castigo. Cascata recebeu de longe e marcou o gol de empate para o Boavista. Depois deste lance, o torcedor vascaíno, que veio ao estádio com o intuito de apoiar, perdeu a paciência. O goleiro Diogo Silva, foi o principal alvo da torcida.

Com o empate no placar, Adilson resolveu ouvir a voz vinda das arquibancadas, que clamava por Montoya. O colombiano entrou bem, partindo para cima e mudando a postura do Vasco. Foram de seus pés, inclusive, que saiu a maior chance da equipe na partida. Após boa jogada de Reginaldo, Montoya sofreu pênalti. Na cobrança, Fellipe Bastos bateu fraco e deixou a vitória escapar. Um reflexo do que foi o ataque na noite do último sábado.



MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo