Contratações a custo zero… Mas a custo de quê?



Fala, pessoal…

É louvável o esforço que o diretor René Simões tem feito para contratar jogadores para o Vasco, mesmo com o clube sem ter um tostão furado para gastar. Alguns nomes bem razoáveis, como os de Zé Eduardo e Fillipe Soutto, assinarão contrato para o ano que vem, o que será, mais do que qualquer outra coisa, um voto de confiança ao trabalho que a diretoria promete implantar a partir de 2013.

Mas que a torcida não se engane. Não é a irresistível retórica vascaína que tem conseguido convencer os clubes rivais a negociarem seus jogadores sem cobrarem por isso. O Vasco pode não estar pagando nada, mas, em alguns casos, está abrindo mão de seus ativos no elenco em negócios pouco lucrativos.

Vejamos o caso de Alecsandro. O atacante tinha contrato com o Vasco até março de 2014, mas acertou com o Galo por três anos. Em troca, o clube mineiro repassará dois jogadores por empréstimo. Esse é o problema. O Cruz-Maltino abriu mão de algo próprio para ter, por um ano, algo que não é dele. É como se você vendesse um apartamento para alugar outros dois durante um ano e, depois, tivesse de devolvê-los ao proprietário. Não faz muito sentido.

A questão de Nilton pode ter o mesmo fim. Um dos jogadores mais valorizados com a temporada que passou, ele deverá ir para o Cruzeiro sem que o Vasco ganhe um centavo sequer. Os mineiros acenam com a possibilidade de repassarem dois nomes para o clube de São Januário. Seriam eles emprestados também? Provavelmente, sim. A longo prazo, seria mais um prejuízo acumulado.

Um alento será se esses jogadores emprestados chegarem a São Januário com o preço dos direitos econômicos fixados. Mesmo assim, do que adianta ter o direito de comprar algo e não ter como pagar? É aquela história: qualquer pessoa do mundo pode ter uma Ferrari. Contanto que tenha dinheiro para comprá-la.

No futebol, não existe milagre ou fórmula mágica. Tudo tem um preço. Com criatividade, a diretoria vai reforçando o Vasco para 2013. Mas, a longo prazo, o Cruz-Maltino sentirá falta desse patrimônio que está indo embora por menos do que realmente vale.



  • Charles

    Uma grande verdade…agora é apenas apostar que apareça algum patrocinador “master” por aí…para que nos salvem de problemas ainda maiores no futuro!
    Saudações Vascaínas

  • Samuel

    Poxa, já tinha percebido isso, e essa matéria ficou muito boa, meus parabéns, sim realmente, o Vasco está se desfazendo do seu Patrimônio apesar de que não são jogadores que farão muita falta, o Nilton é fase, já demonstrou toda a sua ”ruindade” com a camisa do Vasco, Alecsandro é ruim de todas as formas até na sua melhor fase, Auremir também não jogava nada, Jonas é outro que se sair darei graças a Deus, Vasco negocia com Nei que não chega por empréstimo pode chegar com um contrato definitivo, meu medo é que venha a cláusula ”recebeu proposta vendeu” , então é isso , não são jogadores que fazem a diferença, mas são jogadores do Clube e o Vasco tende a ficar com poucos jogadores no ano de 2014 se as coisas continuarem assim, mesmo assim confio em nomes como Romário, John Cley, Marquinhos(MUUUUUITO RÁPIDO), Marlone e Guilherme Costa ( MUUUUUITO TÉCNICO);

    • Edison

      Legal sua referência aos jogadores: Nilton e Alecsandro, os dois são ruins mesmos, mesmo o Vasco perder o direito de venda dos dois, ainda ficamos no lucro, veja só: o salário deles gera uma despesa pesada, pelo que eles estavam jogando, não acredito no futebol deles.

  • Ziane

    Bom,o René está fazendo até agora um bom trabalho se esforçando e tal,acho que ele não achou outra solução para fazer contratações se não os empréstimos!O fato é que o Alecone,e o Nilton Pularam do Barco,não querem mais jogar pelo vasco,então achei de bom tom,negocia-los pq é melhor ir embora do que fica e jogar de má vontade ou fazer corpo mole.A situação financeira do Club agora não é boa,mas com as prováveis chegadas da Nissan e a Nike podem sim ajudar o Club.Em relação as contratações,acho que todas são boas com jogadores que não tinham conquistado um espaço em seus clubes,mas eles não deixam de ser bons jogadores,que iram chegar a Colina com Vontade de jogar,e é isso que nós torcedores queremos,ver um time até agora sem grandes nomes,mas um time compacto e que queira jogar.Em 1 ano as coisas mudam,e tomara que ao final do ano que vem as coisas tenham mudado para melhor em São januário,e que a Diretoria tenha condições de adquirir os jogadores em definitivo que se descarem ano que vem pelo Nosso vascão!

  • pedro henrique

    Grande Bruno,

    Concordo com vc. Trocamos um bem por um aluguel. Não deixa de ser uma perda.
    O que devemos analisar, e que exemplo:

    Alecsandro nunca foi unanimidade, e com o final de temporada que ele teve, ficando a tantas rodadas sem marcar, se queimou ainda mais.
    O Nilton mesmo se ficasse em SJ ficaria com a imagem arranhada semelhante a de Bernardo.

    O que e vantajoso que os contratos são com preços pré fixados. Ou seja exercemos opção de comprar, e mesmo jogadores se valorizarem, podemos comprar.

    A situação esta ruim, mais não quer dizer que será assim até o final do ano. Creio que muita coisa vai mudar. NO carioca faremos um teste e veremos o que falta, e o que precisa.

  • Vitor Hugo

    Caro Bruno Marinho, respeito sua opinião, porém vejo a situação de uma outra forma.
    O Alecsandro apesar de ser jogador do Vasco não dava retorno algum para o clube, dificilmente o Vasco conseguiria vendê-lo por um valor capaz de comprar dois jogadores como Filipe Souto e Leornado, apesar deles terem vindo por empréstimo ele farão o Vasco ter um grupo mais competitivo, consequentemente isso será um atrativo para atrair novos investidores. Além disso, o salário que o Vasco pagava para o Alecsandro dará tranquilamente para pagar o salário desses dois jogadores (e ainda deve sobrar).
    Em relação ao Nilton, ele iria conseguir se desvincular do Vasco na justiça, mesmo que o Vasco tenha recorrido dificilmente algum juiz iria dar ganho de causa para o Vasco. Então para evitar que acontecesse a mesma coisa q aconteceu com o F.Prass o Renê Simões tomou essa atitude inteligentissíma, que foi fazer um acordo de cavalheiros com o cruzeiro, que pode ceder 2 jogadores ao Vasco, sendo um deles um excelente cabeça de área (Sandro Silva), e evitar assim uma possível guerra judicial, onde provavelmente o Vasco sairia perdedor.

    Acho que o Renê e o R.Gomes estão fazendo um excelente trabalho, pode-se dizer que eles estão tirando leite de pedra, mas o importante é que aos poucos o Vasco está conseguindo montar uma equipe competitiva.

  • anderson

    boa tarde, tem muita verdade nessa matéria, mais vamos analisar direitinho, a longo prazo o vasco vai perder os jogadores q vierem emprestados, mas… ia perder esses dois jogadores agora (alecssandro e nilton) tudo pela justiça como aconteceu com prass, nao adianta, ta certo o rené, fazendo milagres, pois iam sair mesmo. so isso, mais o alerta q vc fez na materia foi boa.
    alem do mais alecssandro eh muito ruim e não tem mercado pra ele, ja o nilton e o prass, foram as maiores derrotas.

    • Carlos Nascimento

      Não iam sair, vide o caso Bernardo, entraram na justiça e recuperaram o passe. O pior de tudo é que alegam que estavam em dia com os jogadores, ou seja, ainda fizeram negocios ridículos e perdendo os poucos jogadores que estavam com os vencimentos em dia.

  • Felipe Freitas

    Pois é! É a forma criativa que o René encontrou para montar o elenco 2013.
    Mas eu gostaria de entender uma coisa, como funciona isso?
    O camarada tem um contrato, de x anos e que a quebra desse contrato custa xxx.
    Ou seja, o Vasco compra o jogador, e na hora de vender, não vende, dá o jogador pra outro clube. Isso é legal? No sentido Jurídico e no sentido prático da questão. pode isso L!?

    • pedro henrique

      aqui o pessoal do lance não responde nada amigão.

      todas as duvidas que a resenha da colina tem que ficar a ver navios que os caras não respondem a nada. por sinal dentre os times cariocas que vejo os unicos que não comentam, ou respondem são so vasco

      • Bernardo

        Amigos Vascaínos,
        Não pagamos nada pelo Alecsandro e nem pelo Nílton. O Alecsandro foi trocado pelo Zé Roberto e o Nílton veio de graça. O contrato com o Alecsandro acabava no início de 2014, ou seja, ele estaria livre para jogar onde ele quisesse em 2014 e o Vasco não receberia nada.
        Infelizmente estamos numa situação de muita fragilidade fianceira. A diretoria atual teve tempo para tentar ajeitar as coisas e não o fez mas o grande culpado de tudo é o Sr. Eurico Miranda. Ficamos mais de 5 anos sem qualquer patrocínio na camisa e quando conseguimos, veio o Habib’s pagar R $ 300 mil por ano?!?!?!?!? Nem material esportivo tínhamos, tivemos que lançar a nossa própria marca chamada VDG. Quantas camisas vendemos fora do Rio? Zero. Não tínhamos logística para distribuí-las. E os bloqueios atuais? Tudo dívida herdada que começou a pipocar.

  • Rodrigo

    Ok… Muita matemática!!!
    Mais o certo é fechar logo com a NIKE com um contrato 50 vezes melhor que a Penalty que só beneficiou a família Dinaminte!!!

    • manoel sempre Vasco

      Até o momento não aparece lucro das vendas de aproximadamente mais de 500.000 camisas ano em nível nacional X 140,00= 70.000.000,00 X 20 a 30% lucro= 20.000.000,00 por baixo pois em nível nacional vende-se muito mais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • João

    Gosto muito do Vasco, e entendo a fim de que isso está acontecendo. Vasco está sem grana, e alguns jogadores estão insatisfeitos(alecsandro,nilton,prass), esses jogadores poderiam botar o vasco na justiça por não receberem salário, e sairem de graça. Não é o mais vantajoso pra um time pegar um jogador por empréstimo, mas seria bem pior se eles botassem o Vasco na justiça e saissem de graça. Então, agradeçam a diretoria, pois está tirando “vantagem da desvatangem”, Vasco está pegando esses jogadores por empréstimo de um ano, pois a primeira meta é montar um elenco para 2013, se esses jogadores agradarem e quiserem continuar lá, a diretoria pode brigar por sua permanência, esse é o custo. Procurem entender, essa é a finalidade. Pensem bem, se sem grana essa nova diretoria está fazendo isso, imaginem se em 2013 conseguirem patrocínios melhores. Reflitam, abraço.

    • Carlos Nascimento

      O clube alega que os vencimentos estão pagos, então e uma tremenda incoerência deixá-los sair após acordos pouco vantajosos para o clube. Deveriam ter feito o mesmo que com o Bernardo, onde pagaram o que deviam e recuperaram o passe, e depois foi empestado e agora está de volta. Os jogadores são ativos do clube, isso que estão fazendo é um tiro no pé, já que vão ficar com jogadores emprestados com o Vasco servindo somente de vitrine para os mesmos.

  • Carlos Nascimento

    Finalmente uma reportagem mostrando essa incoerência dos negociações que o Vasco vem fazendo. Os casos do Prass, Nílton e Alecsandro mostram total falta de preparo das pessoas que estão a frente das negociações. Os dois primeiros estão saindo após botarem o clube na justiça, sendo que o clube alega que os vencimentos dos mesmos estão em dia. O clube então entra em acordo?!? com os atletas e liberam eles para outros clubes pegando em troca jogadores emprestados. Chega a ser ridículo, visto que se o clube não deve nada, deveria ir a justiça para recuperar o passe dos jogadores, e se depois os mesmos não quisessem ficar que fossem trocados em negociações onde o clube levasse vantagem, ou seja jogador em definitivo em troca, e não jogadores emprestados.

  • Leonardo

    Bruno, descordo de ti em vários aspectos. Em relação ao Alecsandro, tens uma parte de razão, porém esqueceste de algo muito importante para jogadores com mais de 30 anos que é a depreciação do produto. Acho que o Alecsandro está “descendo a ladeira” e a cada dia vai ser mais difícil vendê-lo. Sem dizer que, com motivos, a torcida não gosta de seu futebol. Já vai tarde. Já o caso do Nilton, estamos especulando, já que não sabemos se o Vasco vai conseguir anular a recisão de contrato. Se não conseguir, considero a troca dele por Sandro Silva e Pedro Ken (mesmo que por empréstimo) extremamente vantajosa. Melhor isso do que sair “de graça”. O Vasco urge em reduzir sua folha salarial e é isso o que vem sendo feito. Considero que o trabalho do Rene está perfeito, montando um time jovem, barato e, aparentemente, comprometido. Achei brilhante seu posicionamento no caso do Felipe, que aos 34 anos ainda se mostra inocente e acha que pode falar o que quer (mesmo sendo verdade) sem sofrer com as consequencias. De todos os que saíram, considero que a única grande perda é a do Juninho, os demais são substituíveis. Agora, se vai dar certo são “outros quinhentos”. Só o tempo dirá. Boa sorte a nós!

  • MARIO

    O problema q o Vasco esta no mato sem cachorro. Se ficar com os atletas mais valorizados vai perdê-los de qualquer jeito sem receber nada, pois se não consegue pagar salários entram na justiça e saem de graça, como o Fernando Prass. Se conseguir vender algum atleta, também não recebe, pois a receita ou a justiça penhora a grana. Tem q fazer essa troca, troca, correr esse risco, e seja o q Deus quiser.

  • Ykaro

    Se pararmos pra pensar um pouquinho, ano que vem o Ricardo Gomes tem a intenção de colocar os garotos recém-promovidos pra mostrar o seu valor dentro do clube, ou seja, ele fará de tudo para que ao final de 2013 ele possa olhar para o time e dizer: “Tá melhorando, é só dar mais um ano de oportunidade e o Vasco vai conseguir ganhar dinheiro com esses atletas”. E pelo que estou vendo ultimamente, o Vasco está dando prioridade para a renovação dos garotos adquirindo boa porcentagem do passe e estipulando uma multa rescisória que darão bons lucros ao clube.
    Ainda que o “eu te dou e tu me empresta” esteja sendo um mal negócio no momento, nós não temos outra saída pela situação financeira, até acho que o Renê está sendo muitíssimo inteligente se aproveitando da situação de alguns jogadores que não desejam mais ficar na Colina.
    O Renê não está fazendo negócio do tipo “Seja o que Deus quiser”, pois apesar de alguns jogadores que estão chegando sejam pouco conhecidos, ele está apostando em quem o Ricardo aposta, ou seja, não há mais aquela história de a comissão técnica dizer: “Essa Direção só contrata quem não se encaixa no meu time”. O Ricardo Gomes concerteza já deve ter estudado as características de cada um para montar um time com o seu padrão, a sua visão de jogo.
    E é claro que não podemos esquecer do também recém-contratado Cristiano Koehler, novo Diretor Geral do nosso Gigante da Colina. A missão dele nesse primeiro ano é manter os salários dos jogadores em dia e tentar reerguer as finanças do clube. Ele mesmo disse! E pelo receio que os novos contratados tem em função da nossa situação, creio que essa será a missão mais difícil de 2013! Pois no primeiro atraso os jogadores irão pensar e talvez até dizer: “Eu sabia que seria assim, porque eu vim parar aqui?!

  • manoel sempre Vasco

    O grande problema é que mais uma vez o Vascão está perdendo o seu ativo, por pura incompetência dos Diretores, e se este time que está sendo montado ir a pique, pois são muito fracos estes reforço. como o Vascão vai sobreviver futuramente? continua faltando planejamento a médio e longo prazo, no momento parece que as coisas estão sendo resolvidas, mas na realidade o problema está sendo empurrado mais uma vez com a barriga e aparecerá no futuro em situação pior do que a situação atual!!!!!Caso não apareça um bom patrocinio, dificilmente o Vascão terá time para disputar o brasileirão!!!!!!!!!

  • Luiz Eduardo

    Pessoal, o mais importante nessa caminhada difícil do nosso Vascão é o amor que essa torcida precisa mostrar. Vamos apoiar, torcer, não adianta ficarmos enfurecidos com o que a imprensa vai publicar de forma pejorativa, a imprensa não tá nem aí, ela quer ver mais o circo pegar fogo para vender notícia. Mas quando eles sentirem a força da nossa torcida, vão ter que nos aturar. Vamos apoiar, incentivar, mostrar o quanto é grande o nosso clube, que na alegria e na dor o sentimento não para.
    Perdemos o Alecsandro? Bobagem, não fez nada demais no clube, muito pelo contrário, só sabia reclamar, será que ele tava passando fome? Duvido. Sabemos que a obrigação do clube é pagar os salários em dia, mas quem era Alecssandro antes de ir para o Vasco, tava sendo perseguido pela torcida do Inter. Diego Souza era reserva no Atlético e o Basco o ressuscitou como ressuscitou vários jogadores, Nilton, Fernando Prass, quem eram esses caras? E o Bernardo? Foi pro Santos e nao arrumou nada. Vamos botar fé nessa camisa. Nosso clube é um dos maiores do Brasil, tem é que respeitar. É o Vascão como sempre, contra tudo e contra todos. Tem clube que deve muito mais do que o nosso e nem por isso as receitas sao confiscadas.

  • Quando se tem um grande problema para se resolver agora, nem sempre dá para pensar no futuro. A realidade é que os dirigentes do Vasco estáo fazendo o que podem. É melhor tentar reforçar, do que ver o jogador entrar na justiça, sair do clube, e ficar sem reforço e sem dinheiro.

  • Leonardo

    Mais me diz, o vasco Tem duas opcao . ou deixa o jogador ir embora sem ganhar nada , ou recebe jogadores emprestado , porque o Nilton ganho na justica e e um jogador que nao quer continuar no vasco assim como o alessandro , a verdade e que o vasco nao tinha escolha , e isso ja vem acontecendo a muito tempo , viu a situacao do conca que foi pro fluminense ,mesmo o vasco tendo o direito de compra e olha que estava barato naquele momento ,custava menos que o Jonas ,esse lateral que o vasco compro do Coritiba .

  • Leonardo

    O negocio e apoiar , porque criticar nesse momento nao vai adiantar , o vasco continua sendo o Vasco e sempre sera .

  • Leonardo

    Está tudo sendo feito da melhor forma possível. A torcida sabe disso e a grande maioria apoia a diretoria. O problema é que a imprensa sensacionalista faz de tudo para vender um pedaço de papel que eles chamam de Jornal. E para isso se sustenta em meia dúzia de ignorantes (boa parte cabos eleitorais do Sr. Eurico Miranda) que vai para os portões de São Januário fazer algum barulho e aparecer nos jornais. Força Vasco! Estamos contigo.

  • Roberto Coelho

    É galera….a grande força do nosso Vascão em 2013 estará em nossa torcida.
    Sim…ela e somente ela pode mudar o rumo dessa situação atual.
    E vou ser claro…não conto com essa organizada que só sabe puxar saco de dirigente.
    O Vasco não tem outra alternativa a não ser a que está implantando atualmente.
    Jogadores insatisfeitos por falta de salários devem realmente deixar São Januário.
    Não que eles não devam receber em dia, pois é direito de todo trabalhador, mas sabemos perfeitamente que os valores absurdos que recebem não vão deixá-los passar fome.
    D.Prass já foi tarde demais…falhou nos momentos mais importantes e como realizava defesas mirabolantes ninguem notava suas falhas em momentos cruciais.
    Nilton, Auremir (quem é esse), Alecsandro, E. Costa enfim esses não fazem falta a time “grande” nenhum e muito menos ao Vascão…o maior de todos.
    Agora…o Juninho vai fazer falta sim pela sua liderança…mas a forma como ele resolveu sair, me faz lembrar quando nosso presidente, ainda jogador, lá na Espanha, estava de malas prontas para aportar no Flamengo.
    Não teve todo esse amor pelo CRVG como aparentava demonstrar.
    Bem…essa é minha opinião.
    Ele deveria ter pensado que seria muito mais importante agora do que quando resolveu voltar depois de tanta celeuma no passado.
    Para finalizar….enquanto o CRVG for dirigido pelos incompetentes que hoje lá estão, dificilmente conseguiremos sair desse lamaçal em que estamos.
    Culpam a era Eurico mas a atual diretoria está já a bastante tempo e nada apresentou de bom durante todo esse tempo.
    Muito pelo contrário….a marca CRVG nunca esteve tão em baixa como está agora.
    Só nós, torcrdores, poderemos com amor e compreensão poderemos tirar nosso Vascão dessa lama que se encontra atualmente.

  • Caros companheiros de vicissitudes ! O Vasco está perdendo , por causa de uma administração incompetente ! VocÊs têm memória curta ? Perdemos jogadores chaves e o time foi esfacelado , durante o decorrer do ano A tal transparência , nunca existiu ! Nada no Vasco está em dia e não é de hoje , estavamos em insolvência e enganados por um sorriso estúpido e irresponsável . Agora , o Alecssandro era um jogador esforçado , até descobrir o microfone , o mesmo aconteceu com o Nilton , jogador violento e instável , que esteve mais tempo em tratamento do que jogando . Aliás contamos a dedo , o número de partidas satisfatórias , a maioria delas entregava o ouro aos bandidos , com erros primários nos fundamentos do nobre esporte bretão . Agora , não perdemos absolutamente nada. Perdemos , com a atitude da maioria do grupo , em não honrar a nossa camisa. Procurem lembrar as goleadas vexatórias e as desculpas esfarrapadas dos nossos falsos ídolos , para justificar o comportamento incompativel do time . BANDO DE TRAÍRAS !

  • Jorge Luiz Ferreira Couto

    Abriu mão do Alecsandro? abriu mão de que?

  • CRVG

    Acho curioso que ninguém comenta as dificuldades financeiras pelas quais os funcionários assalariados do Vasco têm passado. A imprensa fala muito dos jogadores. Nenhum deles vai passar fome com alguns meses de salário atrasado!

MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo