João Castro relembra trajetória do Reizinho



Quando o nosso rei fez o seu primeiro gol, se não me engano contra o Santos, em sua estreia, eu disse: “Esse cara vai aparecer mais do que o Leonardo”.

Meu falecido irmão duvidou. Nos outros jogos ele foi melhorando cada vez mais. Em 97 arrebentou. Em 98, o golaço monumental e depois no Japão destruiu o goleiro Ilgner que agarrava muito, é só olhar a cara dele de desolado quando tomou o golaço.

Em 2000, na Mercosul, símbolo de raça. Em 2001 o seu último golaço. Simplesmente eternizado em nossos corações. Além de tudo é pé quente e se Deus quiser teremos um “Deja Vu” na Libertadores. E ele como bom fominha de bola já garanto que não vai jogar somente 6 meses.

Vocês repararam que ele falou que o Vasco tem que ganhar o Brasileiro e a Sulamericana? Se Deus quiser ele e Felipe terão mais uma chance em Yokohama e desta vez não irão desperdiçar. Seja bem-vindo. O bom filho à casa torna. Que Deus e a força estejam com você, porque a torcida sempre esteve ao seu lado.

E peço à diretoria que reforçe o time. Sugestões: Tiago Feltri, Wallace, Guianazú e Andrezinho, já que não dá pra buscar o Forlán. E uma coisa: o Juninho e o Ricardo Gomes não poderiam falar com o Thierry (Henry) não? Abraços!!!



MaisRecentes

Uma chegada fabulosa para o Vasco



Continue Lendo

Treinos 100% fechados: não há comentários



Continue Lendo

Com entrosamento dará certo



Continue Lendo