Flu adianta parcela de Richarlison com carta de crédito, quita dívida com jogadores, mas deve perder Wendel - Resenha da Bola

Flu adianta parcela de Richarlison com carta de crédito, quita dívida com jogadores, mas deve perder Wendel



A venda de Richarlison salvou as finanças do Fluminense

Com uma carta de crédito em mãos, do Watford, da Inglaterra, o Fluminense adiantou a segunda parcela dos cerca de R$ 23 milhões que tinha que receber pelos 50% dos direitos econômicos do atacante Richarlison, e quitou salários e direito de imagem com o elenco. Agora, o clube está pendente em algumas premiações. A dívida total entre clube e atletas girava em torno de R$ 5,1 milhões e quase tudo já foi acertado. Até a próxima segunda-feira, esse dinheiro estará na conta dos jogadores.

Porém, com esse adiantamento, a diretoria começa a estudar propostas por suas joias e quer, até dezembro vender mais um dos atletas para não fechar 2017 no vermelho, já que a carta de crédito por Richarlison seria descontada apenas em janeiro, caso o clube não tivesse tantas dívidas.

Wendel deve ir para o PSG

O nome mais forte para deixar o Tricolor é Wendel, que acertou quase tudo com o Paris Saint Germain, mas o negócio acabou emperrando. Tanto agentes do jogador, quanto pessoas ligadas ao futebol do Fluminense ainda não sabem porque o martelo não foi batido, já que o Tricolor aceitou a oferta de dez milhões de euros (R$ 37 milhões).

Acredita-se, que com os altos investimentos do PSG com Neymar e Mbappé, fez com que os franceses não pudessem investir esse valor por Wendel, à vista, devido ao fair play financeiro da Uefa. Contudo, os franceses mantiveram a palavra ao Flu que irá correr atrás da promessa quando a janela reabrir. Mesmo assim, a diretoria não garantiu prioridade e aguarda novas investidas de outros clubes. O Porto, de Portugal, já ofereceu sete milhões de euros (cerca de R$ 26 milhões), rejeitados pelo presidente Pedro Abad.

Outra esperança da diretoria, é Gustavo Scarpa, que depois de uma lesão, começa a recuperar o bom futebol. O Galatasaray já demonstrou interesse no meia, mas não oficializou nada até então. Antes da lesão, um clube alemão acenava com a possibilidade de levar o camisa 10, mas as conversas esfriaram.

 



MaisRecentes

Apesar de elenco forte, Flamengo está com cara de copeiro



Continue Lendo

Dirigente do Internacional foi crucial para acerto com Paolo Guerrero



Continue Lendo

Valores altos e futebol baixo: Flamengo vive um dilema por Paolo Guerrero



Continue Lendo