Baixa multa de Jair Ventura agita o mercado e saída do Botafogo pode ser iminente: apenas R$ 860 mil - Resenha da Bola

Baixa multa de Jair Ventura agita o mercado e saída do Botafogo pode ser iminente: apenas R$ 860 mil



Jair Ventura é um dos nomes mais comentados nos maiores clubes do Brasil

*Com colaboração Felippe Rocha

O nome mais cobiçado do mercado para a temporada 2018, sem dúvidas, é Jair Ventura, técnico do Botafogo. E pelos menos quatro grandes clubes do Brasil já estão interessados no trabalho do treinador sensação, o que pode ser um problema sério para o Glorioso. Isto porque a multa rescisória de Jair, que tem contrato até o fim do ano que vem, é considerada baixa: apenas R$ 860 mil. Some-se a isso ao baixo salário do técnico, cerca de R$ 150 mil mensais, além dos sabidos problemas financeiros que o clube carioca vive. Uma oferta financeira superior à atual deixa a permanência do comandante somente a critério dele.

Com menos receitas previstas para a próxima temporada (principalmente pelas luvas do contrato de televisão, que já foram recebidas), o clube sabe que não pode equiparar altos valores para cobrir propostas de outros grandes clubes do país com maior poder aquisitivo. No Palmeiras, por exemplo, apesar de nenhum contato oficial, torcedores nas redes sociais do clube fazem apelo pelo técnico para a próxima temporada. Contudo, nos corredores do Palestra Itália, o nome de Alberto Valentim é bem quisto e a sequência nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro serão decisivas para 2018.

Outro clube em que Jair tem o nome muito especulado é o Santos. Levir Culpi foi demitido, mas a diretoria voltou atrás. Para 2018, independentemente dos resultados, dificilmente ele segue na Vila Belmiro. Assim, com uma provável classificação para a Libertadores 2018, o nome do treinador alvinegro vira um dos principais alvos.

Ciente do assédio, a diretoria do Botafogo aguarda propostas oficiais e um parecer do treinador: se pretende mudar de ares no próximo ano ou permanecer. Os dirigentes alvinegros sabem que chegarão ofertas por seu comandante e que financeiramente será difícil competir. A aposta dentro de General Severiano é que o treinador queira continuar com o projeto traçado, já que acredita-se que o Glorioso estará novamente na Libertadores do próximo ano e o técnico é considerado o grande pilar para manter essa base sólida.

De certo é que Jair Ventura será o nome mais comentado entre os grandes clubes do Brasil para 2018 e propostas ao treinador chegarão aos montes. Para os botafoguenses, resta torcer para que ele não aceite os convites, porque a baixa multa rescisória se tornou um empecilho no caminho alvinegro.

Vale lembrar que Jair foi sondado pelo Corinthians no fim do ano passado, durante curso de técnicos da CBF, em Petrópolis (RJ). Na ocasião, ele já estava com a renovação apalavrada com o Glorioso e optou por descer a Região Serrana par assinar o novo vínculo.

Meses antes, o Botafogo havia perdido Ricardo Gomes para o São Paulo, na segunda investida que o então treinador alvinegro recebeu em 2016. Na primeira, do Cruzeiro, ele quase mudou de ares, mas ficou mesmo no clube de General Severiano.



MaisRecentes

Escolhido pelo presidente, Marcos Paquetá não era unanimidade no Botafogo



Continue Lendo

Flamengo acerta com representantes e Maurício Barbieri fica até dezembro



Continue Lendo

Empresários de todos os cantos batem na porta do Fla, que só busca nomes de peso



Continue Lendo