Abel x Dorival: trabalhos opostos que podem decidir um confronto 'decisivo' - Resenha da Bola

Abel x Dorival: trabalhos opostos que podem decidir um confronto ‘decisivo’



Abel e Dorival podem decidir o confronto de quarta-feira, no Maracanã

A evolução, dessa vez, realmente começa a aparecer pelos lados do Morumbi. Se pegar como base o segundo turno, a equipe de Dorival Júnior aparece na quinta colocação da competição, o que virou um alento para um time que não parecia enxergar uma luz no fim do túnel. Por outro lado, no Rio de Janeiro, o Fluminense vai despencando na tabela. Faz um fraco segundo turno e flerta com a zona de rebaixamento, o que não era imaginado algumas rodadas atrás.

Agora, quis o destino, colocar nesta quarta-feira Fluminense e São Paulo frente a frente no Maracanã. O chamado “jogo de seis pontos” levanta algumas interrogações que podem ser respondidas dentro das quatro linhas. O trabalho de Dorival é mais do que contestado. O crescimento é mínimo até agora, mas com o baixo nível do Brasileiro, começa a tirar um pouco do sufoco os paulistas. Já Abel tem um trabalho impecável. Com um time muito jovem e poucas opções de elenco, vai tentando dar o melhor.

No papel, verdade seja dita, o São Paulo é muito superior ao Fluminense. Hernanes, Petros, Pratto, Marcos Guilherme, Rodrigo Caio…. Do outro lado, apenas Wendel – com problemas de disciplina – Henrique Dourado e Gustavo Scarpa, formando um tripé sólido e decisivo aos trancos e barrancos. Contudo, acho que é no banco de reservas que vai sair o vencedor desse confronto, que pode jogar qualquer dos clubes novamente na zona de rebaixamento (lembrando que o Flu só frequentou temporariamente o local e o São Paulo já passou mais de dez rodadas).

Abel Braga ou Dorival Júnior? Um dos dois sairá vitorioso. Se o técnico do Fluminense mantiver sua postura e o do São Paulo a mesma, a tendência é que a vitória seja dos cariocas. Mesmo com um time mais limitado, Abelão tem seus jogadores na mão, algo que não transparece vindo de Dorival. Basta ver quando a equipe tem dias e mais dias de treinamentos, e volta com uma pegada cada vez pior. Agora, se o técnico do São Paulo entender que precisa tirar mais de seus atletas, com uma postura diferente a cada adversário, tem tudo para deixar o Maior do Mundo com os três pontos, com um alívio diante do Z4 e jogar a pressão para o rival.

É uma faca de dois gumes, quem vencer respira. E o vencedor desse confronto dos desesperados será decidido no banco de reservas e não em apenas talentos individuais. Dependendo de como funcionar a cabeça de Abel Braga e Dorival Júnior, a partida já está resolvida.

Que eles entendam que podem resolver, para seus torcedores pararem de sofrer um pouco.



Cancelar Resposta

MaisRecentes

O Flamengo quis ser argentino, mas esqueceu de um detalhe: é brasileiro



Continue Lendo

No apagar das luzes, está na hora do Flamengo mostrar quem é em 2017



Continue Lendo

Com vaga na Libertadores, acerto entre Flamengo e Pablo fica mais próximo



Continue Lendo