Zidane: “Estou muito satisfeito com o BBC, especialmente sem a bola!”



Atualizado às 17:23h de 18/01/2015

 

Para muita gente no Brasil o conceito básico de que os times de futebol contemporâneos precisam ser equilibrados, capazes de defender e atacar da melhor e mais eficiente maneira possível, ainda soa como uma heresia, digna de quem tem uma visão retranqueira e medíocre do futebol.

Neste país é raro uma equipe que vai mal numa competição ser diagnosticada como deficiente defensivamente, pouco importando o quanto ela é vazada a cada partida. Em geral, só se fala na ausência de um “10” milagroso, que organize o meio campo e municie o resto da equipe com jogadas mágicas capazes de superar todas e quaisquer deficiências que a equipe estiver apresentando.

Zidane, como jogador, foi um maestro perfeccionista com a bola (foto - realmadrid.com)

Zinedine Zidane, como jogador, foi um maestro perfeccionista com a bola (foto – realmadrid.com)

Pois um dos mais espetaculares e exuberantes jogadores da história do futebol, Zinedine Zidane, recém nomeado técnico do Real Madrid, e após uma contundente vitória de seu time por 5 a 1 sobre o Sporting Gijón pela La Liga, no último sábado, declarou taxativamente sobre a atuação de seus jogadores: “jogamos ligados e concentrados. Estou muito contente com o BBC (Bale, Benzema e Cristiano), sobretudo quando estamos sem a bola. Os 3 trabalharam muito bem sem a bola”.

Zidane pensa que está conseguindo incutir uma mentalidade competitiva coletiva na equipe: “sinto que todos estão convencidos de que se defendermos e corrermos todos juntos será mais fácil”. O técnico francês admitiu também que está preocupado com as condições físicas dos jogadores: “temos que melhorar fisicamente e se conseguirmos, teremos ainda mais facilidade para retomar e manter a posse de bola”.

Atenção: quem proferiu as palavras acima foi um dos mais talentosos, técnicos e cerebrais craques da história do futebol internacional. Ele quer que o galático time do Real Madrid, composto por craques de seleções de mais de 10 países diferentes, que conta com uma linha ofensiva que reúne o demoníaco trio BBC, também marque, também corra, também retome a bola do adversário.

O Real quebro uma marca obtida pelo time de Di Stáfano (foto - realmadrid.com)

O Real do BBC quebrou uma marca obtida pelo Real de Di Stáfano há 60 anos (foto – realmadrid.com)

A observação de Zidane sobre o comprometimento tático do BBC se referia a uma partida em que não só seu ataque havia assinalado 5 gols, mas em que 3 deles aconteceram antes dos 12 minutos da primeira etapa, fato que não acontecia há 60 anos no Real Madrid. Isto é: o time que encantou Zidane pela maneira como seus atacantes compartilharam o trabalho defensivo com os demais companheiros quebrou uma marca obtida por um dos times mais gloriosos do futebol europeu e mundial. A última vez que o Real Madrid assinalou 3 gols antes dos 12 minutos do primeiro tempo tinha sido no dia 15 de janeiro de 1956, quando goleou o Celta de Vigo por 8 a 3, com 4 gols de Alfredo Di Stéfano.

 

 

 

 

 



MaisRecentes

Jornais esportivos espanhóis de luto pelos atentados terroristas na Catalunha



Continue Lendo

Barcelona se revolta com matéria que vincula contratação de Paulinho aos interesses da empresa do presidente Bartomeu.



Continue Lendo

Campeonato Italiano com 20 clubes tem sido previsível e elitista ao longo da história



Continue Lendo