Zidane: “Estou muito satisfeito com o BBC, especialmente sem a bola!”



Atualizado às 17:23h de 18/01/2015

 

Para muita gente no Brasil o conceito básico de que os times de futebol contemporâneos precisam ser equilibrados, capazes de defender e atacar da melhor e mais eficiente maneira possível, ainda soa como uma heresia, digna de quem tem uma visão retranqueira e medíocre do futebol.

Neste país é raro uma equipe que vai mal numa competição ser diagnosticada como deficiente defensivamente, pouco importando o quanto ela é vazada a cada partida. Em geral, só se fala na ausência de um “10” milagroso, que organize o meio campo e municie o resto da equipe com jogadas mágicas capazes de superar todas e quaisquer deficiências que a equipe estiver apresentando.

Zidane, como jogador, foi um maestro perfeccionista com a bola (foto - realmadrid.com)

Zinedine Zidane, como jogador, foi um maestro perfeccionista com a bola (foto – realmadrid.com)

Pois um dos mais espetaculares e exuberantes jogadores da história do futebol, Zinedine Zidane, recém nomeado técnico do Real Madrid, e após uma contundente vitória de seu time por 5 a 1 sobre o Sporting Gijón pela La Liga, no último sábado, declarou taxativamente sobre a atuação de seus jogadores: “jogamos ligados e concentrados. Estou muito contente com o BBC (Bale, Benzema e Cristiano), sobretudo quando estamos sem a bola. Os 3 trabalharam muito bem sem a bola”.

Zidane pensa que está conseguindo incutir uma mentalidade competitiva coletiva na equipe: “sinto que todos estão convencidos de que se defendermos e corrermos todos juntos será mais fácil”. O técnico francês admitiu também que está preocupado com as condições físicas dos jogadores: “temos que melhorar fisicamente e se conseguirmos, teremos ainda mais facilidade para retomar e manter a posse de bola”.

Atenção: quem proferiu as palavras acima foi um dos mais talentosos, técnicos e cerebrais craques da história do futebol internacional. Ele quer que o galático time do Real Madrid, composto por craques de seleções de mais de 10 países diferentes, que conta com uma linha ofensiva que reúne o demoníaco trio BBC, também marque, também corra, também retome a bola do adversário.

O Real quebro uma marca obtida pelo time de Di Stáfano (foto - realmadrid.com)

O Real do BBC quebrou uma marca obtida pelo Real de Di Stáfano há 60 anos (foto – realmadrid.com)

A observação de Zidane sobre o comprometimento tático do BBC se referia a uma partida em que não só seu ataque havia assinalado 5 gols, mas em que 3 deles aconteceram antes dos 12 minutos da primeira etapa, fato que não acontecia há 60 anos no Real Madrid. Isto é: o time que encantou Zidane pela maneira como seus atacantes compartilharam o trabalho defensivo com os demais companheiros quebrou uma marca obtida por um dos times mais gloriosos do futebol europeu e mundial. A última vez que o Real Madrid assinalou 3 gols antes dos 12 minutos do primeiro tempo tinha sido no dia 15 de janeiro de 1956, quando goleou o Celta de Vigo por 8 a 3, com 4 gols de Alfredo Di Stéfano.

 

 

 

 

 



MaisRecentes

Quais foram os 11 melhores jogadores das 5 principais ligas europeias no último semestre?



Continue Lendo

Guardiola vence o derby e celebra campanha com vitórias em Stamford Bridge e Old Trafford



Continue Lendo

Lillo, mentor de Guardiola e sucessor de Rueda, deixa o Atlético Nacional de Medellín



Continue Lendo