Vitória da Liga dos Clubes Sul-Americanos: eles receberão o dobro por participar da Libertadores 2016.



Atualizado às 19:06 h de 03/02/2015

 

Os clubes que participam da Copa Libertadores 2016 conquistaram a primeira vitória desde que fundaram a Liga Sul-Americanas de Clubes com o aumento expressivo da premiação pela participação da competição da atual temporada paga pela Conmebol. Cada clube receberá $600 mil por partida como mandante. A cota anterior era de $ 300 mil. Além disto a Conmebol também deixará de cobrar os 10% da arrecadação bruta de cada jogo.

 

O River Plate é o atual campeão da Libertadores (foto - JUAN MABROMATA / AFP / JUAN MABROMATA

O River Plate é o atual campeão da Libertadores (foto – JUAN MABROMATA / AFP / JUAN MABROMATA

O comunicado publicado no site oficial da entidade organizadora da Libertadores escreveu que “a melhoria para os clubes representa a distribuição total de mais de 70% das receitas de contratos de direitos de transmissão de TV, publicidade e patrocínio das competições continentais de clubes”.

A Liga Sul-Americana foi fundada no dia 11 de janeiro em reunião com a presença de clubes do Uruguai, Paraguai, Chile, Peru e Argentina. Em seguida aderiram os brasileiros, bolivianos, equatorianos, colombianos e venezuelanos. Nenhum clube brasileiro participou da reunião que decidiu pela fundação da nova entidade.

O segundo encontro da Liga ocorreu nesta quarta-feira, no Hotel Savoy, em Buenos Aires. Ele foi promovido pelo presidente do Boca Juniors, Daniel Angelici, e contou com a presença dos presidentes do River Plate, Rodolfo D’Onofre, e do San Lorenzo,  Marcelo Tinelli. No total compareceram dirigentes de mais 34 clubes do continente. O Flamengo, mesmo não disputando a Libertadores na atual temporada, esteve presente na pessoa do vice-presidente de marketing José Rodrigo Sabino.

 José Rodolfo Sabino representou o Fla em Buenos Aires (foto - flamengo.com.br)

José Rodolfo Sabino representou o Fla em Buenos Aires (foto – flamengo.com.br)

Ao final da reunião os clubes divulgaram uma nota oficial em que exigem participação na organização das competições continentais, acesso às despesas e às receitas da Conmebol, punição a quem se aproveita ilicitamente do futebol e a criação de “um ambiente moderno, transparente e ético” para o futebol sul-americano.

As novidades financeiras positivas para os clubes sul-americanos são consequência da fragilidade política atual da Conmebol provocada pela prisão de seus 3 últimos presidentes e de vários vice-presidentes em função de uma investigação da secretaria de justiça dos EUA.

O Congresso da Conmebol realizado recentemente, em Assunção, elegeu o paraguaio Alejandro Dominguez como novo presidente da entidade, contando inclusive com o apoio dos delegados brasileiros.

Vale lembrar que uma das decisões da nova direção foi decepcionante: a diminuição da punição imposta ao Boca Juniors em função dos incidentes ocorridos na Bambonera no clássico contra o River Plate pela Libertadores 2015.

FIFA

A Conmebol, por outro lado, hoje, recebeu uma má noticia: ela teve suspensa uma contribuição de $ 10 milhões da FIFA para o financiamento de suas atividades por conta dos últimos acontecimentos envolvendo a prisão de seus dirigentes. Segundo um porta-voz da FIFA declarou hoje, “em função dos acontecimentos recentes envolvendo pessoas relacionadas a Conmebol e Concacaf, a Fifa decidiu suspender as contribuições a essas federações até novas informações. Neste momento estamos avaliando outras medidas com o objetivo de aumentar o nível de confiança que possa garantir à Fifa voltar a realizar estas contribuições no futuro”.

 

 

 

 



  • Favela-LHP LUCIANO

    SE NÃO É O ANDRES SANCHES RECLAMAR NA CONMENBOL PRA MUDAREM OS VALORES E AMEAÇAR TIRAR O CORINTHIANS DA LIBERTADORES… TUDO IA CONTINUAR NA MESMA…

    O CORINTHIANS TEM MUITA FORÇA FORA DO FUTEBOL TBM… JA OS OUTROS CLUBES SE ACOVARDAM E FICAM PIANINHO COM MEDO DA CONMEBOL…

MaisRecentes

Ranieri, uma história sempre surpreendente no Leicester



Continue Lendo

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo