UEFA estuda a criação de uma terceira competição continental de clubes



A UEFA está estudando a possibilidade de criar uma terceira competição continental entre clubes que aconteceria ao mesmo tempo que a Europa League e a Champions League. A ideia começou a ser discutida na reunião do Comitê Executivo da entidade com 54 membros presentes, realizada nesta quarta-feira, na cidade de Saint Julian, na república de Malta. De qualquer forma, um eventual novo torneio certamente não acontecerá antes de 2018 quando se encerram os atuais contratos de TV relativos à Champions League e à Europa League.

A reflexão sobre uma nova competição continental está em consonância com o pensamento do presidente da UEFA, Michel Platini, sempre preocupado em dar chance aos países menores de experimentar o futebol europeu e ampliar o poder político da entidade sobre seus membros. Por isto a Euro 2016 na França será disputada por 24 seleções.

Michel Platini é presidente da UEFA desde 2007. (foto - site oficial da UEFA)

Michel Platini, 60 anos, é presidente da UEFA desde 2007. (foto – site oficial da UEFA)

Para muitos clubes destes países menores a conexão com o ambiente continental não passa do mês de Agosto a cada temporada. Esta terceira competição iria, pelo menos, até outubro segundo seus idealizadores.

A avaliação da questão financeira será fundamental. A UEFA não patrocinará uma ideia que não se mostre sustentável.

Volodymyr Geninson, diretor executivo da federação ucraniana de futebol, entende que a ideia “é dar uma nova oportunidade aos clubes que nunca conseguem alcançar a etapa de grupos da Champions League ou numa fase mais avançada da Europa League. Nós encaramos a ideia com bons olhos. Obviamente a questão financeira será determinante assim como os custos de viajar pela Europa disputando um torneio que muitos verão como de menor valor que a própria Europa League”.logo UEFA

O diretor executivo da FAI – Federação de Futebol da Irlanda – Fran Gavin, segundo o diário The Irish Times, classificou o projeto como “interessante”. Para ele “os clubes não vão desistir da Champions League ou da Europa League. Eles encaram o futebol europeu como uma forma de gerar novas receitas. Portanto a estrutura financeira desta terceira competição será fundamental para a decisão”.

Por certo, a nova competição, ainda que os estudos revelem sua viabilidade econômica, se situará em patamares financeiros muito distantes, por exemplo, da Champions League que – criada em 1955 como Copa dos Campeões da Europa a partir de uma ideia do tradicional diário esportivo francês L’Équipe – distribuirá na atual temporada €1.207 bi pelos 32 clubes que estão envolvidos em sua disputa a partir da atual fase de grupos.UEFA Champions League

A Europa League – que no modelo corrente envolve 48 clubes na fase de grupos – foi idealizada também em 1955 pelo suíço Ernst Thommel, pelo italiano Ottorino Barrasi e pelo então presidente da FIFA, o inglês Stanley Rouss, como um torneio que reunisse clubes de países que mantivessem relações comerciais entre si. A competição nasceu chamada de Copa das Feiras, na temporada 1972/73 passou a ser a Copa da UEFA e, desde 2009, se transformou na Europa League. Europa League 2

O Sevilla, atual detentor da Europa League, é o primeiro clube a se beneficiar da decisão de premiar o campeão da competição com uma vaga na edição seguinte da Champions League, elevando consideravelmente o interesse nos clubes que a disputam.



  • fbiofranciscofatia

    Vão fazer de tudo para o corinthians disputar este campeonato…. vaiiiiiiiiiiiii corinthians

  • Rafael Scoralick

    Agora o Bayer Leverkussen vai ganhar alguma coisa na vida! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…

  • Mauricio de Jesus

    por que sempre põe o Corinthians nos comentários e time bem amado ate pelos adversários e se disputarmos e ganhamos será legal quem mandou nos chama e duvida …..

MaisRecentes

Final da Europa League: Ajax e Manchester United duelam como bom humor no Twitter



Continue Lendo

Os 4 meninos prodígios do futebol mundial



Continue Lendo

A final Juventus x Real Madrid deverá começar com mais brasileiros que espanhóis em campo



Continue Lendo