UEFA aplica Fair Play Financeiro e pune Inter de Milão e Roma



O Grupo de Controle Financeiro dos Clubes da UEFA decidiu punir a Inter de Milão, a Roma, o Mônaco e outros clubes europeus por problemas relacionados ao não cumprimento das normas estabelecidas pelo Fair Play Financeiro da entidade. A Inter foi multada em € 20 milhões – a serem pagos num período de 4 anos – de 2016 a 2019. A multa sobre a Roma foi estabelecida em € 6 milhões e sobre o Mônaco € 10 milhões.

O Wolfsburg da Alemanha esteve sob investigação mas afinal comprovou estar dentro das normas exigidas pela entidade.

Todos os clubes firmaram acordos com a UEFA de modo a diminuir as punições imediatas e a reafirmar o respeito às regras estabelecidas pelo Fair Play Financeiro.

As multas serão pagas através da dedução das receitas que eles receberão nas competições patrocinadas pela entidade.

Bandeira da UEFA

Punição sobre a Inter

As medidas adotadas pela UEFA sobre a Inter serão aplicadas num período de quatro anos, a partir de 2016 até 2019. O clube presidido pelo magnata Erick  Thohir  será obrigado a se submeter-se a um déficit de equilíbrio até 30 milhões de euros para a próxima temporada e zerar o déficit na temporada 2016/17. Os salários dos jogadores também terão limites determinados. O elenco interista na temporada 2015/16 será de máximo 21 jogadores e de 22 na temporada 2016/17 nas competições europeias.

O técnico Roberto Mancini terá elenco limitado em 2015/16 (foto - site oficial da IFC)

O técnico Roberto Mancini terá elenco de 21 jogadores em 2015/16 (foto – site oficial da IFC)

Estas restrições poderão ser suspensas, no todo ou em parte, caso o clube cumpra as providências econômicas em consonância com as disposições estabelecidas pela UEFA.

A multa de € 20 milhões será calculada tendo como base a premiação ganha na temporada 2014/15 UEFA: € 6 milhões serão pagos em três parcelas de 2 milhões e os € 14 milhões remanescentes serão vinculados ao cumprimento das diretrizes impostas pela UEFA.

Punição sobre a Roma

As medidas aplicadas à Roma vigorarão da temporada 2015/16 a 2017/18. A multa é de € 6 milhões,  € 2 milhões em 3 parcelas, sendo que os 4 milhões restantes estarão condicionados ao cumprimento dos parâmetros econômicas impostos pela UEFA. O clube terá de respeitar um déficit de equilíbrio de até 30 milhões de euros para 2015 e 2016. 140px-AS_Roma_Logo_2013.svg

A Roma poderá registrar até 22 jogadores na temporada 2015/16, sendo que este limite que pode ser revisto dependendo de como o clube se comportar diante das linhas econômicas impostas pela UEFA. O mesmo vale para o limite de jogadores novos que poderão ser contratados (sempre tendo como referência a receita produzida pelo clube).

Punição sobre o Mônaco

Os dirigentes do Mônaco admitiram ter feito um acordo com a UEFA para evitar uma punição ainda mais rigorosa. Eles confessam que houve uma série de reuniões nos últimos meses entre seus funcionários e o corpo técnico da entidade europeia numa atmosfera de colaboração nas quais ficou clara a disposição em redimensionar o projeto esportivo e financeiro do clube. Segundo o site do diário L’ Équipe, por conta do acordo, o clube terá que pagar este ano uma multa de € 3 milhões, ficando € 7 milhões condicionados à comprovação dos resultados financeiros futuros.Monaco

Os representantes do Mônaco reafirmam estar comprometidos com os critérios estabelecidos pelo Fair Play Financeiro da UEFA em termos estratégicos, mas não pretendem abandonar a ideia de transformar a entidade num ator importante do futebol europeu e mundial.

A UEFA também definiu multas sobre outros clubes:

Besikitas (Turquia)- € 5,5 milhões

Krasnodar (Rússia) – € 4 milhões

Lokomotiv Moscou (Rússia) – € 5 milhões

Sporting (Portugal)  – € 2 milhões e limite em 22 jogadores a serem inscritos nas competições europeias de 2015/16

FC Rostov (Rússia), Kardemir Karabükspor (Turquia) e PFC CSKA Sofia (Bulgária) também sofreram punições menores.



MaisRecentes

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo

Última chamada na Champions League: 7 clubes disputam 4 vagas.



Continue Lendo