Sevilla x Liverpool: uma final para esquentar a Basiléia



A UEFA Europa League chega, nesta terça-feira, a uma final que empolga inusualmente os amantes do futebol. De um lado está o Sevilla, clube médio espanhol ( 1 vez campeão da La Liga) e sua impressionante pretensão à terceira conquista consecutiva da competição. De outro, o Liverpool, o mais europeu dos clubes ingleses (5 conquistas da Champions League) o 9º clube em receita na Europa¹ com faturamento de € 391.8 milhões na temporada 2014/15. Jamais estes clubes se enfrentaram numa competição continental.

A final da Europa League, admitamos, poderia ser encarada como a final de uma copa da segunda divisão do continente. Até recentemente, os clubes gigantes não costumavam dedicar a ela maior importância do ponto de vista esportivo. Tanto é assim, que a UEFA, inteligentemente, decidiu valorizar sua conquista garantindo ao campeão a classificação automática para a Champions League da temporada seguinte.

Ilustração do Uefa.com

Ilustração do Uefa.com

 

Este procedimento no caso dos atuais finalistas revestiu a final desta noite, no estádio St Jakob-Park (36 mil lugares), na cidade suíça da Basiléia, numa oportunidade para que ambos ofusquem campanhas medíocres em suas ligas nacionais. O Sevilla chegou apenas na 7ª posição na La Liga com modestos 52 pontos ganhos a impressionantes 39 pontos do campeão Barcelona. O Liverpool terminou a Premier League no 8º lugar com 60 pontos, 21 a menos que o campeão Leicester.

O interessante é que os 2 clubes contam com técnicos contagiantes e carismáticos. Do lado espanhol, surge Unai Emery Etxegoien , 44 anos, ex-Lorca, Valencia e Spartak de Moscou e líder das campanhas do bi da competição até o momento. De outro, desponta o alemão Jürgen Klopp, 48 anos, a apenas 11 meses no cargo depois de trabalhar por períodos longos no Mainz (2001/08) e no Borussia Dortmund (2008/15).

A final de hoje surge, portanto, como a última chance para que um deles garanta a participação numa competição europeia na temporada 2016/17. O Sevilla ainda disputará a final da Copa do Rei, contra o Barcelona, no próximo domingo, no estádio Vicente Calderón, em Madri, na decisão da Copa do Rei.

Coutinho foi eleito o jogador do clube na temporada (foto - liverpoolfc.com)

Coutinho foi eleito o jogador do clube na temporada (foto – liverpoolfc.com)

O futebol brasileiro estará presente em ambos os lados. Do lado espanhol, o lateral direito Mariano (ex-Figueirense, Fluminense e Bordeaux), 27 anos, atuou em 5 partidas no torneio por 460 minutos e assinalou um gol.

No Liverpool a presença brasileira é mais ampla. O voltante Lucas Leiva (ex-Grêmio), 27 anos participou em 7 partidas por 335 minutos. O atacante Roberto Firmino (ex-Figueirense e Hoffeiheim), 24 anos, esteve presente em 12 jogos por 864 minutos, marcou 1 gol e concedeu 3 assistências. Já o meia atacante Philippe Coutinho (ex- Vasco, Inter de Milão e Espanyol), eleito o melhor jogador do clube na atual temporada, atuou em 12 partidas por 868 minutos, marcou 2 tentos e deu uma assistência.

Os 26 mil torcedores que representarão os 2 clubes no St Jakob-Park agregarão um momento especial à final já que ambas as torcidas costumam entoar seus hinos tradicionalíssimos antes de cada jogo. Os ingleses cantarão, como sempre, “You´ll never walk alone”, composta em 1945, por Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II e adotada pela torcida do LCF nos anos 60 a partir da interpretação do grupo Gerry &  the Pacemakers. Os espanhóis se emocionarão com o hino do centenário do clube, composto em 2005, pelo compositor espanhol Javier Lebandón, El Arrebato.

 

1 – Segundo o relatório “Footbal Money League 2015” da empresa de auditoria inglesa Deloitte.

 



MaisRecentes

Mourinho foi mais Mourinho do que nunca em Estocolmo



Continue Lendo

Final da Europa League: Ajax e Manchester United duelam como bom humor no Twitter



Continue Lendo

Os 4 meninos prodígios do futebol mundial



Continue Lendo