Sevilla x Liverpool: uma final para esquentar a Basiléia



A UEFA Europa League chega, nesta terça-feira, a uma final que empolga inusualmente os amantes do futebol. De um lado está o Sevilla, clube médio espanhol ( 1 vez campeão da La Liga) e sua impressionante pretensão à terceira conquista consecutiva da competição. De outro, o Liverpool, o mais europeu dos clubes ingleses (5 conquistas da Champions League) o 9º clube em receita na Europa¹ com faturamento de € 391.8 milhões na temporada 2014/15. Jamais estes clubes se enfrentaram numa competição continental.

A final da Europa League, admitamos, poderia ser encarada como a final de uma copa da segunda divisão do continente. Até recentemente, os clubes gigantes não costumavam dedicar a ela maior importância do ponto de vista esportivo. Tanto é assim, que a UEFA, inteligentemente, decidiu valorizar sua conquista garantindo ao campeão a classificação automática para a Champions League da temporada seguinte.

Ilustração do Uefa.com

Ilustração do Uefa.com

 

Este procedimento no caso dos atuais finalistas revestiu a final desta noite, no estádio St Jakob-Park (36 mil lugares), na cidade suíça da Basiléia, numa oportunidade para que ambos ofusquem campanhas medíocres em suas ligas nacionais. O Sevilla chegou apenas na 7ª posição na La Liga com modestos 52 pontos ganhos a impressionantes 39 pontos do campeão Barcelona. O Liverpool terminou a Premier League no 8º lugar com 60 pontos, 21 a menos que o campeão Leicester.

O interessante é que os 2 clubes contam com técnicos contagiantes e carismáticos. Do lado espanhol, surge Unai Emery Etxegoien , 44 anos, ex-Lorca, Valencia e Spartak de Moscou e líder das campanhas do bi da competição até o momento. De outro, desponta o alemão Jürgen Klopp, 48 anos, a apenas 11 meses no cargo depois de trabalhar por períodos longos no Mainz (2001/08) e no Borussia Dortmund (2008/15).

A final de hoje surge, portanto, como a última chance para que um deles garanta a participação numa competição europeia na temporada 2016/17. O Sevilla ainda disputará a final da Copa do Rei, contra o Barcelona, no próximo domingo, no estádio Vicente Calderón, em Madri, na decisão da Copa do Rei.

Coutinho foi eleito o jogador do clube na temporada (foto - liverpoolfc.com)

Coutinho foi eleito o jogador do clube na temporada (foto – liverpoolfc.com)

O futebol brasileiro estará presente em ambos os lados. Do lado espanhol, o lateral direito Mariano (ex-Figueirense, Fluminense e Bordeaux), 27 anos, atuou em 5 partidas no torneio por 460 minutos e assinalou um gol.

No Liverpool a presença brasileira é mais ampla. O voltante Lucas Leiva (ex-Grêmio), 27 anos participou em 7 partidas por 335 minutos. O atacante Roberto Firmino (ex-Figueirense e Hoffeiheim), 24 anos, esteve presente em 12 jogos por 864 minutos, marcou 1 gol e concedeu 3 assistências. Já o meia atacante Philippe Coutinho (ex- Vasco, Inter de Milão e Espanyol), eleito o melhor jogador do clube na atual temporada, atuou em 12 partidas por 868 minutos, marcou 2 tentos e deu uma assistência.

Os 26 mil torcedores que representarão os 2 clubes no St Jakob-Park agregarão um momento especial à final já que ambas as torcidas costumam entoar seus hinos tradicionalíssimos antes de cada jogo. Os ingleses cantarão, como sempre, “You´ll never walk alone”, composta em 1945, por Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II e adotada pela torcida do LCF nos anos 60 a partir da interpretação do grupo Gerry &  the Pacemakers. Os espanhóis se emocionarão com o hino do centenário do clube, composto em 2005, pelo compositor espanhol Javier Lebandón, El Arrebato.

 

1 – Segundo o relatório “Footbal Money League 2015” da empresa de auditoria inglesa Deloitte.

 



MaisRecentes

Jornais esportivos espanhóis de luto pelos atentados terroristas na Catalunha



Continue Lendo

Barcelona se revolta com matéria que vincula contratação de Paulinho aos interesses da empresa do presidente Bartomeu.



Continue Lendo

Campeonato Italiano com 20 clubes tem sido previsível e elitista ao longo da história



Continue Lendo