Reunião da UEFA exige um julgamento justo para Platini



A reunião de emergência da UEFA, realizada nesta quinta-feira em Nyon, na Suíça e que contou com a presença das 54 federações nacionais que integram a entidade decidiu dar total apoio  “ao direito de Michel Platini a um processo correto, a um julgamento justo e a oportunidade de limpar seu nome. Nós conclamamos todas as instâncias envolvidas no processo em curso – Comitê de Ética, comitê de apelos e CAS (Comitê Arbitral do Esporte) a trabalharem com rapidez para assegurar que haverá uma decisão final sobre os méritos do caso até o meio de Novembro de 2015”.

O site da BBC, no entanto, baseado no depoimento de um membro da UEFA, escreve que há membros da entidade que defendem a discussão da escolha de um “plano B” e apontam o nome do presidente da KNVB – Federação Holandesa – Michael Van Praag – para este papel. Já o londrino The Telegraph menciona o Sheikh Salman Bin Ibrahim Al-Khalifa, do Barhein, como outro nome que pode ser alternativo ao do dirigente francês.

 

 

Michel Platini não estava presente na reunião de hoje. (foto - UEFA.com)

Michel Platini não estava presente na reunião de hoje. (foto – UEFA.com)

Segundo o site do diário inglês The Guardian os representantes da Federação Russa,Vitaly Mutko, e da Federação Austríaca, Leo Windtner, se manifestaram claramente em apoio a Platini.

A análise cuidadosa do posicionamento oficial da UEFA, no entanto, sugere que as entidades se manifestaram em relação ao processo a que Michel Platini está sendo submetido, cobrando justiça e correção no seu andamento e, não exatamente, na sustentação da sua inocência.

Ao final do encontro, o secretário geral da UEFA, Giorgio Infantino, ressaltou a necessidade de que o assunto seja resolvido até o meio de Novembro e desabafou: “queremos que o futebol europeu volte à normalidade”.

 

Atualizado às 17:55h de 15/10/2015

 



MaisRecentes

Barça exibe bandeira pelo diálogo na Catalunha mas impede a distribuição de cartazes no Camp Nou



Continue Lendo

Barça exibirá bandeira gigante antes da partida contra o Olympiacos propondo diálogo na Catalunha



Continue Lendo

Manchester City começa arrasador e faz 2 a 1 no Napoli que brigou até o final



Continue Lendo