Real Madrid, o “senhor das finais” da Champions League



A pequena cidade de Cardiff, de apenas 358 mil habitantes, no País de Gales, receberá no dia 3 de junho, no National Stadium, a final da Champions League 2016/17, entre Real Madrid e Juventus.

O árbitro da final será o alemão Felix Brytch e o ex-craque galês Ian Rush (ex-Liverpool e Juventus) será o embaixador do evento.

Será o confronto do maior vencedor da competição na história, o Real Madrid com 11 títulos em 15 finais, contra a tradicionalíssima “Velha Senhora” italiana com apenas 2 conquistas em 9 finais. Eles repetirão a final da temporada 1996/97, realizada em Amsterdam, quando o Real levantou a sétima taça no torneio. O clube espanhol jogará sua terceira final nas 4 últimas temporadas, enquanto o italiano disputará sua segunda das últimas 3 temporadas.Champions League

O Real Madrid, segundo o relatório “Football Money League 2017” da empresa de Consultoria Deloitte,  é o clube que atingiu a terceira maior receita no futebol europeu em 2016 com €620.1 milhões,  enquanto a Juventus, com seus €342.1 milhões, alcançou a décima posição.

O clube espanhol tentará se converter no primeiro a conquistar o título em duas temporadas consecutivas desde que a competição passou a ser conhecida por Champions League. Vale lembrar que a última vez que um clube realizou a proeza foi o Milan de Silvio Berlusconi e dirigido por Arrigo Sacchi, mas ainda sob a velha denominação e antigo modelo de disputa de Copa dos Campeões.

Os números indicam que o Real Madrid é, de longe, o mais laureado clube da história deste torneio, o que acaba estendendo o sucesso à Espanha como país, com 16 títulos. A Itália é vem em segundo, com 12, muito, graças às 7 “Orelhudas” levantadas pelo Milan.

A seguir a lista dos clubes e dos países com melhor retrospecto nas 60 edições anteriores da competição:

Balanco - Clubes

Balanco - Paises

 



MaisRecentes

O Real de Zidane lembra o Barça de Guardiola?



Continue Lendo

Neymar quebra recordes e encanta Paris



Continue Lendo

Jornais esportivos espanhóis de luto pelos atentados terroristas na Catalunha



Continue Lendo