Primeiro recurso de Platini ao Comitê de Apelação da FIFA é rejeitado



O primeiro dos 2 recursos apresentados pelos advogados de Michel Platini ao Comitê de Apelação da FIFA contra sua suspensão por 90 dias foi rejeitado, informa o site do diário francês L’Équipe. . Segundo seus advogados, este recurso questionava a forma e não exatamente a essência da penalidade imposta. Através de um comunicado oficial divulgado nesta segunda-feira, eles se dizem “convencidos de que os recursos apresentados acabarão por provar sua total integridade e restabelecerão todos os seus direitos”.

Infantini (à direita) é o plano B da Europa para a crise de Platini (foto - UEFA.com)

Gianni Infantini (à direita) é o plano B da Europa para a punição de Platini (foto – UEFA.com)

Em caso de insucesso nos recursos apresentados, os advogados de Platini recorrerão ao TAS (Tribunal Arbitral do Esporte), que funciona na cidade de Lausane na Suíça.

Paralelamente os dirigentes da UEFA decidiram, por unanimidade, lançar o nome do atual secretário geral da entidade, Gianni Infantino, como candidato à eleição para presidente da FIFA que ocorrerá no dia 26 de fevereiro de 2016.

Infantino, 45 anos, nasceu na Suíça, é advogado e notório poliglota. Infantino foi secretário geral do Centro Internacional de Estudos sobre Esportes (CIES) da Universidade de Neuchatel (Syíça) e trabalhou como consultor das ligas de futebol da Itália, Espanha e Suíça. Ele passou a trabalhar na UEFA em 2000. Ele ocupa a secretaria geral da UEFA desde 2009, período em que se comportou como “braço direito” de Platini

Atualizado às 18:55h de 26/10/2015



  • Matheus

    SE O PLATINI FOSSE JULGADO NO BRASIL JÁ TERIA O RECURSO APROVADO, AQUI QUEM TEM DINHEIRO SE LIVRA DE TUDO HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA

MaisRecentes

Raios X dos 100 gols de Messi pelo Barça em competições europeias



Continue Lendo

Barça exibe bandeira pelo diálogo na Catalunha mas impede a distribuição de cartazes no Camp Nou



Continue Lendo

Barça exibirá bandeira gigante antes da partida contra o Olympiacos propondo diálogo na Catalunha



Continue Lendo