Presidente do Barcelona: “Ronaldinho converteu o Barça num clube global”



O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, definiu o papel de Ronaldinho na história do seu clube: “Ronaldinho no converteu num clube global”. Ele concedeu uma longa entrevista aos diretores dos diários esportivos espanhóis que acompanham o Mundial de Clubes da FIFA, no Japão, na qual analisou o presente e o futuro do atual campeão espanhol e europeu.

Ronaldinho jogou no Barça entre 2003 e 2008 (foto - arquivo Lance!)

Ronaldinho jogou no Barça entre 2003 e 2008 (foto – arquivo Lance!)

Bartomeu partiu da sua versão de como se deu a evolução de seu clube no cenário do futebol. Segundo ele “Cruyff, como jogador, nos introduziu no mapa do futebol nacional. Depois, como técnico, nos levou à Europa. Ronaldinho fez do Barça um clube global. Messi nos pôs no universo. Neymar é o futuro”. Para ele, “nem Maradona, nem Schuster conseguiram colocar o Barça na mesmo nível que ele desfruta agora”.

O sucesso de Neymar no Barça só começou (foto fcbarcelona.com)

O sucesso de Neymar no Barça só começou (foto fcbarcelona.com)

Noutra dimensão Bartomeu entende que o futebol mundial contemporâneo tem 3 referências prioritárias: “O Barcelona, o Real Madrid e a Premier League. Nosso objetivo é chegar a €1 bilhão de faturamento anual. Para isto desenhamos um plano estratégico de 6 anos e estamos investindo na área comercial para nos transformarmos num clube sustentável. O Barcelona será o clube referência em 2021 no esporte mundial. Queremos consolidar a globalidade do Barça em 4 pilares básicos: desportivo, social, econômico e patrimonial”.

Josep Maria Bartomeu tem mandato até 2021 (foto - site oficial do FCB)

Josep Maria Bartomeu tem mandato até 2021 (foto – site oficial do FCB)

Neymar não é mais apenas o “N” do “MSN” fantástico, mas, por si só, um jogador especial no presente e absolutamente fundamental para o futuro do clube. Segundo Bartomeu “fomos nós que procuramos Neymar para conversar sobre a renovação de seu contrato. Não esperamos que ele tomasse a iniciativa. Pensamos que era necessário que nós nos antecipássemos. A evolução do jogador exigiu isto. Ele merece ser melhor remunerado.”

Para o presidente do Barcelona, Neymar é a peça chave do futuro do clube. Por isto, além de ajustar os valores de seu contrato é indispensável também rever a cláusula rescisória atual de €200 milhões, considerada insuficiente.

O Barcelona enfrentará o River Plate na final do Mundial de Clubes da FIFA, na manhã do próximo domingo, no International Stadium Yokohama”.

 



MaisRecentes

Roma contrata Monchi, o “Rei Midas” do futebol europeu



Continue Lendo

Até a mídia de Madri se rendeu a Lionel Messi



Continue Lendo

Florentino Perez sonhou com Adriano Galliani no Real Madrid



Continue Lendo