Pogba e Dybala protagonizam arrancada da Juventus na Série A



Atualizada às 15:05 h de 25/01/2015

 

A Juventus de Turim começou claudicante a temporada italiana 2015/16. Passou algumas rodadas na parte de baixo da tabela, algo inimaginável para a atual tri-campeã da Série A e vice-campeã da Champions League. As negociações de Arturo Vidal (Bayern de Munique), Carlitos Tevez (Boca Juniors) e Andrea Pirlo (MLS) evidentemente se fizeram sentir. As chegadas de Sami Khedira, Paulo Dybala e o novo protagonismo de Paul Pogba levaram algumas rodadas para maturar.

Mas a trajetória recente da Velha Senhora é simplesmente espetacular, alcançando, no último domingo, a 11ª vitória consecutiva, desta vez sobre a Roma, provando que a reconstrução da equipe não durou tanto tempo e que ela já reencontrou uma maneira eficaz, competitiva e avassaladora que a levou a 2ª colocação da tabela de classificação a apenas 2 pontos do líder Napoli. Não por acaso sofreu apenas 1 gol nas 5 últimas rodadas.

Uma dupla infernal da Juventus (foto - juventus.com)

Uma dupla infernal da Juventus (foto – juventus.com)

Já na Champions League, a equipe de Massimiliano Allegri chegou em segundo lugar no grupo D e vai enfrentar o Bayern de Munique na próxima fase num dos duelos mais espetaculares da competição com a primeira partida acontecendo no próximo dia 23 de fevereiro em Turim.

Ao lado do meio campista francês Pobga, que veste a famosa camisa 10 juventina, outro grande responsável pela arrancada alvinegra é sem dúvida, o argentino Paulo Dybala. O atacante de 22 anos, adquirido pela Juventus por €40 milhões junto ao Palermo (que o contratara, em 2012, ao Instituto de Cordoba por €12 milhões) já está sendo apontado como uma das novas sensações do futebol internacional.

Sua performance na atual temporada tem sido inacreditável. Ele participou em 19 dos 38 gols assinalados até aqui pela Juve no campeonato (12 tentos e 7 assistências). Números que o valorizaram a ponto de seu valor atual de mercado para alguns analistas se situar em algo como estonteantes € 140 milhões.

Dybala estará em campo na próxima quarta-feira na primeira semi-final da Copa Itália contra a Inter, em mais um “Derby d’Itália, podendo dar nova demonstração de que o ex-meio campista do Milan e da Azzurra, famoso pela intensidade com que marcava os adversários, Genaro Gattuso, que o treinou em 2013, não exagera quando afirma que “basta um segundo para ele mostrar que é de outro planeta”.

Tata Martino, técnico da seleção argentina, parece compartilhar da opinião de Gattuso e já fez Dybala estrear na equipe principal na partida pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, contra o Paraguai, em outubro do ano passado, substituindo Carlitos Tevez.

 

 



MaisRecentes

FIFA preocupada com boicote de países árabes ao Qatar, organizador da Copa de 2022.



Continue Lendo

Real Madrid, o “senhor das finais e do dinheiro” da Champions League



Continue Lendo

O seleto grupo dos tríplices campeões da Europa



Continue Lendo