Pesquisa prova que interesse dos franceses pela Ligue 1 é cada vez maior. Neymar tem a ver com isto.



O futebol nunca teve tanto prestígio junto aos franceses quanto neste momento. É o que indica uma pesquisa realizada pelo instituto IPSOS sob encomenda da Liga de Futebol Profissional – LFP  – daquele país. E a contratação de Neymar e Mbappé tem a ver com isto.

Os resultados do levantamento foram divulgados nesta terça-feira por Natalhie Boy de la Tour, presidente da LFP. A pesquisa foi realizada pela Internet entre 21 e 24 de novembro do ano passado, atingindo 2193 franceses entre 16 e 75 anos.

Os números mostram que 2 entre 5 homens franceses e 1 entre 4 mulheres francesas estão acompanhando o futebol em geral, num percentual 4% superior à pesquisa anterior. O número daqueles que seguem a Ligue 1 teve uma elevação ainda maior de 5%.

Neymar, a transferência que mobilizou a mídia mundial no ano passado. (foto – Kenzo Tribouillard)

O universo de pessoas “muito interessadas” no futebol e apoiando um ou mais clubes Ligue 1 ou Ligue 2 chega a 13% da população acima de 16 anos, segundo o IPSOS, um aumento significativo de três pontos sobre a média dos últimos quatro anos. Para 92% destes torcedores a imagem da Ligue 1 é “boa” ou “muito boa”, número 4% maior do que no levantamento anterior.

Segundo a presidente da LFP, dentre as razões para esta recuperação – os pontos fortes da Ligue 1 -,  os entrevistados mencionaram sempre a capacidade que os clubes tem demonstrado de formar jogadores muito bons (89% pensa assim, 5% mais do que um ano atrás). Ela afirma que a “Ligue 1, para os torcedores franceses, é acima de tudo, a Liga dos talentos”.

Os resultados positivos da pesquisa são o resultado da política de investimento dos clubes franceses em jogadores internacionais como os brasileiros Dani Alves e Luiz Gustavo, o burquino Bertrand Traoré, o sérvio Neven Subotic, o dominicano Mariano Diaz e o grego Konstantino Mitroglu, dentre outros. Claro, neste aspecto a chegada de Neymar teve um efeito incomparável, reafirmando para os torcedores a capacidade atual do campeonato francês em atrair craques do futebol internacional.

A pesquisa também registrou o apoio maciço dos torcedores – 91% – pela adoção do VAR que permite a utilização dos vídeos pela arbitragem. O recurso entrará em funcionamento a partir da próxima temporada da Ligue 1 como aprovou a reunião do conselho dos representantes dos clubes franceses realizada em dezembro. O fornecedor da tecnologia que será adotada será revelado no dia 19 de abril numa nova assembléia dos clubes.

Este novo cenário da Ligue 1 vem elevando o interesse de investidores estrangeiros nos clubes franceses. O acionista majoritário do Bordeaux, por exemplo, admitiu ao diário Le Parisien que foi procurado recentemente por interlocutores do americano Philip Anschutz, dono da 31ª maior fortuna nos EUA, proprietário do Los Angeles Lakers da NBA, do clube de futebol sueco Hammarby e um dos acionistas do Los Angeles Galaxy da MLS, que estaria interessado em investir no clube.

Vale lembrar que o enquanto o PSG foi adquirido em maio de 2011 pelo fundo soberano do Qatar, que o Monaco foi vendido para o bilionário russo Dmitry Rybolovlev em dezembro do mesmo ano e que o Olympique de Marselha, desde outubro de 2016, tem como proprietário o investidor americano Frank McCourt.



MaisRecentes

A saída de Wenger do Arsenal indica o fim de uma época no futebol



Continue Lendo

Até que ponto a Roma épica que eliminou o Barça simboliza um novo futebol italiano?



Continue Lendo

Capello critica o Calcio ao anunciar a aposentadoria: “é difícil obter bons resultados com jogadores medíocres”



Continue Lendo