O prodígio gigante Donnarumma é o personagem das semifinais do Euro Sub 21



O Europeu Sub-21 viverá, nesta terça-feira, na Polônia, suas semifinais de gigantes. A Inglaterra enfrentará a Alemanha, na cidade de Tychy, e a Espanha terá pela frente a Itália, na cidade de Cracóvia.

Num torneio como este vários jovens se transformam em protagonistas. Muitos confirmam expectativas, outros despontam como novidades que surpreendem.

No caso da Itália se coloca o protagonismo previsível, mas sempre impressionante pela precocidade, de seu goleiro prodígio Gianluigi Donnarumma, de apenas 18 anos, que disputará o segundo jogo mais importante de sua carreira. O primeiro foi a final da Supercopa italiana contra a Juventus, em dezembro do ano passado, conquistada nas penalidades pelo seu Milan. Nesta noite, do outro lado, estará a sensação espanhola do Real Madrid, Marco Asensio, de 21 anos.

Donnarumma, o goleiro prodígio com que sonha meio mundo ( foto - acmilan.com)

Donnarumma, o goleiro prodígio com que sonha meio mundo ( foto – acmilan.com)

O quase adolescente arqueiro de 1,96m, nascido em Castellammare de Stabia (na regiaão da grande Nápoles), debutou na equipe profissional do Milan com módicos 15 anos de idade, substituindo o experiente espanhol Diego López, no dia 25 de outubro de 2015. Desde então se firmou como titular absoluto da equipe, tendo atuado até hoje em 72 partidas.

Na Azzurra principal sua estreia aconteceu num amistoso contra a França em 1 de setembro de 2016 ao substituir o interminável e mítico Buffon, se transformando no segundo estreante mais jovem da história da seleção italiana.

As atenções da mídia europeia, nos últimos dias, se direcionaram ainda mais para o talentoso Donnarumma em função da imprevisibilidade de seu futuro profissional.

Seu contrato com o Milan se encerrará em junho de 2018 e tudo indica que ele não deverá renová-lo. Seu empresário, o excêntrico e polêmico holandês Mino Raiola, tem dado indicações de que o seu destino já está sendo disputado por algumas das atuais potências do futebol europeu, notadamente pelo Real Madrid.

Convenhamos que a tentação por uma transferência parece insuportável. Donnarumma estará livre para assinar com o que o clube desejar em troca não apenas de um novo atraente contrato, mas também de um valor pela transferência próximo do que o Milan receberia se seu contrato estivesse em vigor.

O episódio põe a nu a realidade atual do outrora campeoníssimo Milan de Silvio Berlusconi que, noutros tempos, não estaria ameaçado pelo assédio de nenhum outro clube europeu.

Donnarumma nega que já tenha definido seu futuro profissional e reafirma que voltará a conversar com os dirigentes do Milan.

O futuro milionário de Donnarumma parece inevitável. Já o destino da Itália Sub-21, contra a favorita Espanha, com certeza, passará pelas mãos alongadas deste fabuloso arqueiro formado pelo Milan e pretendido pelo mundo.

 



MaisRecentes

FIFA ameaça a Espanha de exclusão da Copa do Mundo da Rússia em 2018



Continue Lendo

Há 70 anos o Real Madrid inaugurava o estádio Santiago Bernabéu



Continue Lendo

Quais foram os 11 melhores jogadores das 5 principais ligas europeias no último semestre?



Continue Lendo