O Grupo B da Euro tem um líder britânico: o País de Gales



Atualizado às 04:47 de 12/06/2016

O Grupo B da EURO 2016 tem um líder britânico, mas é o País de Gales e não a Inglaterra. A vitória sobre a Eslováquia por 2 a 1 e empate entre Inglaterra e Rússia por 1 a 1 dão à seleção de Gareth Bale a liderança do grupo.

Hal Robson Kanu resolveu para Gales

O País de Gales, diante de 25 mil galeses presentes no Novo Estádio de Bordeaux, complicou uma vitória que parecia tranquila desde que o craque do Real Madrid, de falta, abriu o marcador aos 10 minutos do primeiro tempo. Na volta para o segundo tempo a Eslovaquia, sob a liderança de Marek Hamsik, cresceu na partida até que, aos 16 minutos, Ondrej Kuka, que havia acabado de entrar em campo, concluiu de dentro da grande área e igualou o marcador.

Bale já havia marcado contra a Eslováquia em 2006 (foto - uefa.com)

Gareth Bale já havia marcado contra a Eslováquia em 2006 (foto – uefa.com)

O herói da vitória só surgiria aos 34 minutos do segundo tempo quando Hal Robson Kanu aproveitou ótima jogada de Joe Ledley e concluiu para assinalar o gol que levaria sua seleção à liderança isolada do grupo. Para uma seleção que há 56 anos não participava da fase final de uma competição internacional, acabar a rodada na frente da Inglaterra beira a chegada ao paraíso.

A Inglaterra jogou melhor, mas empatou com a Rússia

A Inglaterra, em Marselha, com seus torcedores marginais presentes dentro e fora do estádio Velodrome, teve uma boa atuação, dominou a Rússia, com seus torcedores marginais presentes dentro e fora do estádio Velodrome, chutou mais a gol (16 a 6)¹, teve a posse da bola (53% a 47%), com melhor índice de acerto de passes (85% a 78%), cometeu menos faltas (9 a 16), saiu na frente, mas cedeu o empate nos últimos minutos da partida. A supremacia inglesa se transformou em gol aos 28 minutos do segundo tempo, com uma cobrança magistral de uma falta na entrada da área russa. Eric Dier combinou potência com precisão e superou o arqueiro Igor Akinfeev.

Dier, do Tottenham, abriu o marcador (foto - uefa.com)

Dier, do Tottenham, abriu o marcador (foto – uefa.com)

A Rússia se lançou desesperadamente ao ataque e, aos 47 minutos do segundo tempo, conseguiu o empate num gol de cabeça do zagueiro V. Berezutski aproveitando um cruzamento de Smolnikov.

Segundo o técnico inglês, Roy Hodgson, sua equipe foi superior nos primeiros 45 minutos e nos últimos 30 minutos da partida. Ele admitiu que seus jogadores sofreram com alta umidade do ar, mas como entendeu que o jogo estava sob controle não sentiu necessidade de promover a terceira substituição. Hodgson definiu em uma frase como encara o resultado final: “Sinto como se tivéssemos perdido e não empatado a partida”.

Na próxima quinta-feira ocorrerá a “Battle of Britain (Batalha da Bretanha)” entre Inglaterra e País de Gales. Uma verdadeira decisão para as seleções da terra da Rainha Elizabeth.

 

¹ Dados do site uefa.com

 



MaisRecentes

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo

Última chamada na Champions League: 7 clubes disputam 4 vagas.



Continue Lendo