O Corinthians é o melhor, mas o Audax é o finalista. Viva o futebol!



O Audax superou o Corinthians, o melhor time do Brasil, em pleno Itaquerão: Corinthians 2 (1) x 2 (4) Audax. Jogo espetacular, emocionante, bem disputado, equilibrado, limpo, decidido nas cobranças de pênaltis, digno de uma semifinal do Campeonato Paulista. Com o Audax sempre na liderança do placar, não nos esqueçamos.

O futebol é assim. A imprevisibilidade faz dele uma modalidade esportiva apaixonante, desafiadora, a que mais mobiliza as pessoas no mundo inteiro.

Nenhum outro time neste país é tão bem treinado quanto o Corinthians. E daí? O futebol não tem compromisso com a lógica, a coerência, o provável. O Audax, deste intrépido e instigante técnico Fernando Diniz, foi sendo construído a partir de conceitos e métodos algo heterodoxos e em uma semana superou os gigantes São Paulo e o Corinthians.

O Audax fez história no Itaquerão diante de 41 mil corinthianos. (foto- Ale Cabral)

O Audax fez história no Itaquerão diante de 41 mil corinthianos. (foto- Ale Cabral)

Cabe a pergunta: onde estão aqueles que insistem em classificar o Paulistão como uma competição previsível e desinteressante? O clichê virou verdade e segue sendo repetido burra e equivocadamente. Ou o Ituano não foi campeão em 2002 e 2014? Ou o São Caetano não foi em 2004? Ou o Bragantino não foi em 1990? Ou a Inter de Limeira não foi em 1986?

O Campeonato Paulista teve um dos grandes clubes como campeão por mais de 50 anos e nenhum gênio politicamente correto o acusou de chato e caduco. Simplesmente por que já foi moda gostar do futebol sem ter a obrigação “moral” de denegri-lo. Para aqueles que insistem em demonizá-lo: o Campeonato Paulista nunca foi tão fascinante e concorrido quanto nos últimos 30 anos.

O futebol brasileiro é o mais competitivo do planeta. Para muita gente esta afirmação soa como uma barbaridade. Mas é a pura realidade.

Tite não deixou de ser o melhor e mais consistente técnico brasileiro da atualidade porque perdeu esta semifinal. Ele dirige um time de futebol. E, neste esporte, estas surpresas são frequentes e sempre bem vindas.

Auvíssaras ao Audax de Vampeta, Fernando Diniz, Tchê-tchê, Camacho e Bruno Paulo!!

O PIB do estado de São Paulo é superior ao da maior parte dos países sul-americanos. O Paulistão pode e deve ser uma competição rentável e atraente.

Este blog tem como prioridade tratar de assuntos ligados ao futebol internacional, mas é escrito por um apaixonado pelo futebol brasileiro, que abomina aqueles vivem de menosprezá-lo.

Mando de campo

O Audax pretende realizar o jogo em que é mandante nas finais no estádio José Liberatti, em Osasco, que tem capacidade para 14 mil torcedores. O Barcelona e o Real Madrid jogaram contra o Eibar no estádio Municipal de Ipurúa, com capacidade para 6200 torcedores, na La Liga 2015/16.

 

 

 

 



MaisRecentes

Roma contrata Monchi, o “Rei Midas” do futebol europeu



Continue Lendo

Até a mídia de Madri se rendeu a Lionel Messi



Continue Lendo

Florentino Perez sonhou com Adriano Galliani no Real Madrid



Continue Lendo