O City de Guardiola terá pela frente o Barcelona na Champions League



Dentre os vários confrontos interessantes que o sorteio desta quinta-feira, em Mônaco, definiu para a fase de grupos da Champions League 2016/17, não há dúvida de que o mais repleto de simbolismo reunirá, no Grupo C, Barcelona e Manchester City, ao lado do alemão Borússia Mönchengladbach e do escocês Celtic.

Afinal, o clube inglês, neste momento, é comandado não apenas por espanhóis, mas por catalães que viveram os momentos mais gloriosos de suas carreiras no Barcelona. Lá estão juntos, mais uma vez, o diretor técnico Txiki Begiristain, o CEO Ferran Soriano e o técnico Pep Guardiola.

Os 3 já voltaram ao Camp Nou recentemente para enfrentamentos com o Barcelona, mas esta será a primeira vez que o farão juntos, defendendo o mesmo clube, no caso, o Manchester City.

Guardiola no dia da sua apresentação no City ( foto - :OLI SCARFF/AFP/Lancepress)

Guardiola no dia da sua apresentação no City ( foto – OLI SCARFF/AFP)

Begiristain, 52 anos, é um maiores atacantes da história do Barcelona, pelo qual atuou de 1988 a 1995 em mais de 300 jogos assinalando 63 gols. Depois de encerrada a carreira como jogador, ele retornou ao clube na condição de diretor esportivo e trabalhou de 2003 a junho de 2010, período em que a instituição foi presidida por Joan Laporta.

O economista Ferran Soriano, 49 anos, foi vice-presidente do Barcelona entre 2003 e 2008, anos em que as receitas do clube dobraram. Depois de passar por empresas privadas espanholas ele voltou ao futebol, em 2012, para ocupar a posição de CEO do Manchester City.

Pep Guardiola, 45 anos, é o mais emblemático dos ex-barcelonistas. Foi jogador e capitão do clube de 1990 a 2001, e, mais tarde, entre 2007 e 2012, se transformou no técnico do plantel que reunia Carles Puyol, Sergio Busquets, Xavi Hernandez e Lionel Messi e que funcionou como uma máquina de encantar o futebol e conquistar títulos com 3 La Ligas e 2 Champions League.

Begiristain apresenta o goleiro C. Bravo no City (foto - mcfc.com)

Txiki Begiristain apresenta o goleiro C. Bravo no City (foto – mcfc.com)

Logo após o sorteio, Txiki Begistarian tentou encarar com normalidade o resultado do sorteio:

-Já enfrentamos em 3 dos últimos 4 anos o Barcelona, mas é melhor ter que fazer isto agora na fase de grupos do que nas oitavas de final da competição como nestas ocasiões anteriores.

Para Begiristain o grupo é “muito duro”:

-A verdade é que o grupo é espetacular. É um grupo tremendamente forte. Borússia e o Celtic vão nos trazer problemas. Vamos ver como cada um deles chega na competição. O Barcelona sempre é um dos principais favoritos no princípio de qualquer torneio.

Sobre o retorno de Guardiola ao Camp Nou, segundo ele, faz parte da vida:

-Não será uma novidade. Ele já jogou lá com o Bayern de Munique. Ainda não conversei com ele. Fomos às semifinais na temporada passada e o objetivo é seguir desfrutando da Champions League”.

Nas quatro partidas em que o Manchester City enfrentou o Barcelona nos anos anteriores ele perdeu. Em 2013 por 2 a 1 e 2 a 0 e, em 2014, por 1 a 0 e 2 a 1.

Para a atual Champions, o City teve que jogar a fase inicial contra o Esteaua Bucarest vencendo-o por 5 a 0 no Camp Nou e por 1 a 0 na ida.

A fase de grupos do torneio irá de 13/14 de setembro até 06/07 de dezembro deste ano.

Pep Guardiola foi contratado com a missão de finalmente conduzir o clube inglês à final inédita da competição que, na atual temporada, acontecerá no dia 3 de junho de 2017 no estádio Millenium, na cidade de Cardiff, no País de Gales.

 

 

 

 

 

 

 



MaisRecentes

Juve e Leicester faturaram mais do que o campeão Real Madrid na Champions 2016/17 devido ao “market pool”.



Continue Lendo

Raios X dos 100 gols de Messi pelo Barça em competições europeias



Continue Lendo

Barça exibe bandeira pelo diálogo na Catalunha mas impede a distribuição de cartazes no Camp Nou



Continue Lendo