Nova divisão da receita de TV do Campeonato Espanhol começa a ser definida



 

O futebol espanhol viverá uma nova realidade já a partir da temporada 2015/16 a partir da negociação centralizada pelos clubes de futebol dos direitos de TV das competições nacionais. O novo formato de negociação estava previsto para vigorar a partir da temporada 2016/17 mas foi antecipado já que a empresa que tinha contrato com todas as 38 equipes das primeira e segunda divisão, excluindo Real Madrid e Barcelona, aceitou trocá-lo pela exclusividade da negociação dos direitos internacionais da competição pelos quais deverá faturar algo em torno de €400 milhões anuais.

Barcelona e Real

A receita de TV do Real Madrid  será a mesma de 204/15 ( foto - site oficial do RMCF)

As receitas de TV do Real Madrid e do Barcelona serão as mesmas de 2014/15 (foto – site oficial do RMCF)

Barcelona e Real Madrid aceitaram a negociação coletiva desde que não perdessem receita e praticamente receberão o mesmo valor do contrato anterior, assim como Valencia, Villareal, Getafe e La Coruña. Mas, todos os demais receberão cifras significativamente mais altas do que tinham direito até aqui.

Segundo estudo do Center for Sport Business Management (CSBM) da Universidade de Navarra (Espanha) e da empresa de consultoria internacional Grant Thornton, Las Palmas, Sporting Gijón, Betis, Rayo Vallecano, Eibar e Málaga serão os mais beneficiados elevando suas receitas pelos direitos de TV em no mínimo 30%. Las Palmas e Sporting Gijón, que voltam à primeira divisão, chegarão a receber 500% a mais do que receberam na temporada passada.

A nova divisão dos direitos de TV deve render na temporada 2015/16 as seguintes receitas/ano para os clubes da La Liga (primeira divisão):

Real Madrid – de €140 milhões a €160 milhões – (0% de crescimento em relação a 2014/15)

Barcelona – de €140 milhões a €160 milhões – (0%)

Atlético de Madrid – €45 a €55 milhões – (15%)

Valencia – €45 milhões a €55 milhões (0%)

Sevilla – de €35 milhões a €40 milhões (15%)

Athletic de Bilbao – €35 milhões a €40 milhões (15%)

Villareal – €30 milhões a €35 milhões (5%)

Málaga – €30 milhões a €35 milhões (30%)

Real Sociedad – €25 milhões a €30 milhões (18%)

Espanyol – €25 milhões a €30 milhões (14%)

Levante – €25 milhões a €30 milhões (30%)

Celta – €20 milhões a €25 milhões (12%)

Rayo – €20 milhões a €25 milhões (47%)

Getafe – €20 milhões a €25 milhões (9%)

Granada – €20 milhões a €25 milhões (19%)

Betis – €20 milhões a €25 milhões (136%)

La Coruña – €20 milhões a €25 milhões (9%)

Sporting Gijón – €15 milhões a €20 milhões (569%)

Elba – €15 milhões a €20 milhões (31%)

Las Palmas – €15 milhões a €20 milhões (571%)



MaisRecentes

Roma contrata Monchi, o “Rei Midas” do futebol europeu



Continue Lendo

Até a mídia de Madri se rendeu a Lionel Messi



Continue Lendo

Florentino Perez sonhou com Adriano Galliani no Real Madrid



Continue Lendo