Neymar está de volta ao Barça que teme não contar com Messi no sábado.



Neymar acaba de retornar a Barcelona depois de 108 dias de ausência e num momento providencial para o técnico Luís Enrique. Lionel Messi, mesmo tendo sido poupado do jogo da última terça-feira entre Venezuela e Argentina, ainda não se recuperou inteiramente de uma leve, mas incômoda contusão no púbis.

A presença do craque argentino está longe de assegurada para a partida do próximo sábado contra o Alavés pela terceira rodada da La Liga. Aos 29 anos ele talvez seja obrigado a passar a dosar mais suas presenças em campo. Andrés Iniesta, André Gomes e Jeremy Mathieu são os outros jogadores que aparecem como dúvidas para o confronto.

Neymar está de volta ao Barça como medalhista de ouro (foto fcbarcelona.com)

Neymar está de volta ao Barça como medalhista de ouro (foto fcbarcelona.com)

Neymar já foi provado em circunstâncias semelhantes e foi aprovado com louvor. No início da temporada 2015/16, ele brilhou nas 6 partidas em que Messi faltou na La Liga por uma outra contusão. Naquele período o brasileiro assinalou 6 dos seus 24 gols daquele campeonato. Assim, o Barcelona permaneceu na liderança do certame espanhol ao lado do Real Madrid e liderou seu Grupo na Champions League.

Neymar e Luís Suárez foram tão exuberantes e eficientes naquele momento que puseram fim ao temor de que a equipe de Luís Enrique fosse absolutamente “Messidependente”. Neymar se impôs no grupo e liderou a equipe em campo ao lado de Suárez.

A última partida de Neymar pelo Barcelona aconteceu no dia 22 de maio quando o clube venceu o Sevilla e conquistou a Copa do Rei. Desde então, com a aprovação do o clube, ele tirou férias durante a Copa América Centenário realizada nos EUA e, pela Seleção Brasileira, participou tanto dos jogos Rio 2016 quanto das 2 partidas das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

Suárez e Neymar: uma dupla infernal (foto - FCBarcelona.com)

Suárez e Neymar: uma dupla infernal (foto – fcbarcelona.com)

O inédito ouro olímpico e as duas vitórias na chegada do técnico Tite recolocaram Neymar no seu devido lugar: um dos craques mais extraordinários do futebol internacional contemporâneo. Aos 24 anos, ele já é, ao lado de Zico, o quarto maior artilheiro da história da Seleção Brasileira com 44 gols.

Com a idade atual de Neymar, Cristiano Ronaldo havia assinalado apenas 22 gols pela seleção de Portugal e Lionel Messi 19 pela da Argentina.

 



MaisRecentes

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo

Última chamada na Champions League: 7 clubes disputam 4 vagas.



Continue Lendo