Mourinho revela que Ronaldo Fenômeno foi o melhor jogador com quem trabalhou



Atualizado às 17:42h de 04/05/2018

 

Mourinho faz uma revelação surpreendente no depoimento que concedeu a um documentário sobre o ex-técnico inglês Sir Bobby Robson (1933-2009) com quem trabalhou como assistente no Barcelona na temporada 1996/97, segundo revela o jornalista Jaime Candil do diário espanhol “As”.

Mourinho reconhece que Robson não foi apenas um de seus maiores mestres na carreira, mas que era “como um pai” para ele.

Naquele período ambos trabalharam com Ronaldo Fenômeno – aos 21 anos, e ainda sem qualquer das sérias contusões que perturbariam sua carreira – na sua primeira temporada no Barcelona para onde se transferira do PSV Eindhoven. Segundo Mourinho, o atacante brasileiro “é o maior atacante de todos os tempos. Nunca vi nenhum outro como ele.  Aquele ano no Barcelona foi o melhor de sua carreira”. Em Barcelona ele atuou em 51 jogos e assinalou 47 gols

Ronaldo nasceu no dia 22/09/1976 (foto – fcbarcelona.com)

A revelação de Mourinho não deixa de ser significativa. Afinal ele trabalhou com o português Cristiano Ronaldo (Real Madrid), o sueco Zlatan Ibrahimovich (Inter e Manchester United), os holandeses Wesley Sneijder (Inter de Milão) e Arjen Robben (Chelsea), o camaronês Samuel Eto’o, o marfinense Didier Drogba (Chelsea) e o francês Paul Pogba (Manchester United).

Ronaldo atuou no Cruzeiro, PSV, Barcelona, Inter de Milão, Real Madrid, Milan e Corinthians. Ele foi eleito o melhor do mundo em 1996, 1997 e 2002. Recebeu a “Bola de Ouro” em 1996 e 2002 e a “Chuteira de ouro” da UEFA em 1997. Ele foi campeão da Copa do Mundo pela seleção brasileira em 1994 e em 2002, quando foi o artilheiro com 8 gols.

Sir Bobby Robson foi um técnicos mais queridos do futebol europeu pela sua elegância e simpatia. Ele dirigiu a seleção inglesa entre 1982 e 1990. Trabalhou no Fulham, Ipswich Town, PSV Eidhoven, Sporting Lisboa, FC Porto, Barcelona, PSV e Newcasttle.

 



MaisRecentes

CR7 é caro, mas também uma máquina de gerar gols, audiência e dinheiro



Continue Lendo

Paul Scholes: Pep Guardiola inspira a Inglaterra de Southgate



Continue Lendo

A Copa do Qatar começa hoje para o Brasil. Não devemos nem perder tempo, nem perder Tite.



Continue Lendo