Mourinho, decepcionado, reclama de alguns jogadores, mas elogia Kenedy



A decepcionante campanha do Chelsea na Premier League 2015/16 começa a assustar seus torcedores e a pautar a mídia inglesa na discussão sobre os motivos do atual campeão inglês estar na modesta 13ª colocação com apenas 4 pontos ganhos com 4 rodadas disputadas. É o seu pior início de temporada na Liga nos últimos 20 anos. Para um clube com o histórico recente de títulos a nível nacional, as coisas não poderiam ter começado pior.

Mourinho reclama de alguns jogadores e elogia os jovens (foto - site oficial do CFC)

Mourinho reclama de alguns jogadores e elogia os jovens (foto – site oficial do CFC)

José Mourinho já deixou claro que promoverá mudanças em algumas posições se a equipe não reagir imediatamente. O técnico português não esconde sua decepção com as contratações realizadas, em número e em qualidade, distantes da lista que ele forneceu ao comando administrativo do clube em Abril, pouco antes do fim da temporada anterior. A ele só resta buscar no próprio elenco soluções para os problemas e as frustrações surgidos até aqui.

E ele já começou a buscar isto na partida contra o Crystal Palace utilizando o zagueiro francês Kurt Zouma de 20 anos, o meia prata da casa inglês Rubem Loftus-Cheek e o brasileiro Kenedy, ambos de 19 anos. Todos agradaram Mourinho, segundo declaração ao site oficial do clube: “Eles foram muito bem. Zouma voltou a mostrar grande personalidade e fez ótima partida. Kenedy também entrou bem, trazendo intensidade e mudando a qualidade de nosso jogo. Este meninos têm muito talento. Ruben também me agradou”.

Em conversa com os jornalistas horas após a derrota para o Crystal Palace, no último sábado, em pleno Stamford Bridge, Mourinho respondeu com um desabafo ao questionamento do verdadeiro espírito com que seus jogadores estão encarando a defesa do título: “se o problema é este, é muito triste, muito triste por que para mim eu sinto o oposto.  Quando eu gosto, eu quero ganhar de novo. Minha medalha está em casa, numa gaveta. Estou com uma motivação fantástica para ir mais longe. Se você conquista uma vez e no ano seguinte você não está elétrico por mais, não está pronto pelo menos para brigar por mais, isto é muito triste”.

Kenedy, formado pelo Fluminense, impressionou na estreia (foto - site oficial do CFC)

Kenedy, formado pelo Fluminense, impressionou na estreia (foto – site oficial do CFC)

A reação do City à frustração por não ter conquistado o título na temporada passada é elogiada por Mourinho, talvez numa mensagem cifrada à ação dos executivos do Chelsea na busca dos reforços solicitados por ele: “os dirigentes do City reagiram trazendo jogadores excepcionais. E estão ativos e contratando até o último dia do mercado. Este é o papel deles se eles tem capacidade econômica para fazer isto. E estão fazendo bem. Você observa meus jogadores no campo e percebe claramente que 2 ou 3 podem jogar melhor. Não é uma questão de lealdade: meu papel é avaliar se eles estão prontos para dar uma resposta e lutar para recuperar a melhor forma”.

Nem Hazard, eleitor melhor jogador da última temporada, se livrou de comentários críticos de Mourinho: “se você é o melhor jogador da Premier League você tem a responsabilidade de ter um desempenho parecido na temporada seguinte. Não quero analisar individualmente. Em termos gerais é difícil apresentar uma performance consistente quando alguns jogadores não estão se apresentando num bom nível. Quando você tem 6 ou 7 produzindo, mas 3 ou 4 que não se encontram num nível aceitável é difícil o time se mostrar consistente”.

Hazard não está reeditando as performances da última temporada (foto - site oficial do CFC)

Hazard não está reeditando as performances da última temporada (foto – site oficial do CFC)

De qualquer forma o próprio técnico português se revela incapaz de entender tudo o que está acontecendo: “eu não sei bem por que isto está acontecendo. Não tenho resposta para tudo. Temos jogadores que jogam temporadas fantásticas e momentos fantásticos e que, no ano seguinte, não conseguem repetir o mesmo desempenho. Não quero falar de nomes mas eu poderia perfeitamente mencionar alguns jogadores fantásticos e que jogaram mal na última temporada”.

Mourinho promete fazer a sua parte no esforço para elevar o nível de futebol apresentado pela sua equipe: “Vocês acham que eu vou aceitar a atual situação, cruzar meus braços, sentar numa cadeira confortável e esperar tranquilamente que nosso time volte a jogar bem? Não. Eu tenho que trabalhar, reagir, analisar e, se sentir que alguns jogadores não estão em condições para reagir e produzir mais, eu terei que fazer mudanças. Eu nunca tive problemas em fazer isto”.

Além disto o quanto as declarações críticas sobre a lentidão nas contratações colocarão Mourinho em rota de confronto com o dono do clube, Roman Abramovich, e seus auxiliares só o tempo dirá. A controvérsia ganhará contornos definitivos dependendo também da participação do clube na Champions League em que disputará o Grupo G com o Dínamo de Kiev, Porto e o Macabi Tel-Aviv. A ambição de uma instituição global como o Chelsea ultrapassa os limites da própria liga nacional, mesmo sendo, no caso, a multimilionária e disputadíssima Premier League. O sonho de Abramovich é voltar a conquistar a Champions League e Mourinho, até hoje, não conseguiu este título à frente do clube inglês. O título obtido na temporada 2011/12 foi alcançado sob a liderança do técnico italiano Roberto Di Matteo na final contra o Bayern de Munique, disputada na Allianz Arena.

O fato de ter tomado 9 gols nas 4 primeiras partidas da temporada certamente faz da não contratação do zagueiro do Everton, John Stones, a maior frustração recente de José Mourinho. Depois de outras investidas mal sucedidas sobre o zagueiro grego da Roma, Kostas Manolas e o brasileiro Marquinhos do Paris Saint German, a alternativa do clube londrino nas últimas horas se voltou para a aquisição zagueiro senegalês Papy Djilobodji do Nantes por €3.7 milhões que firmará um contrato por 4 temporadas. O defensor, após os exames médicos, teve sua contratação sacramentada na manhã desta terça-feira.

Vale observar que as contratações dos clubes ingleses poderão acontecer até às 18h (de Londres) desta terça-feira em função de ter sido feriado bancário na Inglaterra na segunda-feira, quando a janela de transferência se encerrou para a imensa maioria dos países europeus.

(foto - site oficial do CFC)

(foto – site oficial do CFC)

Outros movimentos do mercado dos Blues

O atacante brasileiro Lucas Piazón acabou emprestado de novo pelo Chelsea, mas agora para o Reading da Championship (segunda divisão inglesa) e Jérémy Boga será cedido temporariamente para o Rennes. Victor Moses, com o contrato ampliado, afinal, foi emprestado ao West Ham, depois de sondado também pelo Tottenham e pelo West Bromwich.

O meia brasileiro Nathan, de 19 anos, contratado ao Atletico Paranaense, chegou ao clube nos últimos meses. Os outros contratados recentemente são o atacante colombiano Falcão Garcia, de 29 anos, emprestado pelo Monaco, o goleiro bósnio Asmir Begovic, de 28 anos, vindo do Stoke City, o meia sérvio Danilo Pantic, de 18 anos,  negociado pelo Partizan Belgrado (já emprestado ao Vitesse da Holanda), o atacante espanhol Pedro Rodríguez, 28 anos, vindo do Barcelona e o lateral ganês Baba Rahman, de 21 anos, egresso do Augsburg da Bundesliga.

Atualizado às 08:11 de 01/09/2015



  • gentil

    MATERIA FANTASTICA

  • Bruce Wang

    A pergunta que não quer calar: para onde Mourinho iria após Chelsea? Porque no Chelsea, já começou a contagem regressiva, para ser demitido….o título Inglês já era e não vai ganhar mais nenhum Champion’s League porque quando mais velho fica, mais caduco, mais teimoso, perde jogos-chaves que não pode perder nos mínimos detalhes….já faz um bom tempo que está devendo título da Champion’s League…..

MaisRecentes

Ranieri, uma história sempre surpreendente no Leicester



Continue Lendo

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo