Manchester City começa arrasador e faz 2 a 1 no Napoli que brigou até o final



O Manchester City venceu merecidamente, em casa, o Napoli por 2 a 0 numa partida rara no futebol atual mesmo na badalada e concorrida Champions League. Independente das oscilações ao longo da partida – e elas foram quase sempre na direção da supremacia da equipe de Pep Guardiola – ficou claro que ambos os times entraram em campo determinados a vencer. Os 12 graus de temperatura contribuíram para a intensidade do confronto.

Os primeiros 20 minutos do Manchester City foram exemplares, admiráveis. Ele sufocou o Napoli que sequer respirava, incapaz de articular qualquer reação. O City jogava no campo adversário, revezando as ações pelos dois lados do ataque. Os gols saíram cedo com automática naturalidade: Sterling aos 8 minutos e Gabriel Jesus aos 12. O City chegou a ter 72% da posse de bola na altura dos 18 minutos. Fernandinho, De Bruyne, David Silva e Sané jogavam com intensidade e brilhantismo.

Reação do Napoli

A reação da equipe de Maurizio Sarri foi lenta, mas fruto de um esforço notável de seus jogadores. O meio campo sofreu demais com as ausências de Jorginho e Allan, que foram preservados para o clássico contra a Inter no final de semana pelo Campeonato Italiano, liderado pelo Napoli. O setor ficou fragilizado e sem articulação para realizar a transição e retomar o controle do jogo.

Finalmente, aos 37 minutos, numa jogada de bola fortuita alçada na área, nasceu o pênalti de Walker no zagueiro Albiol. O artilheiro belga Mertens bateu forte, mas Ederson defendeu e impediu naquele momento o início da reação da equipe italiana.

O Napoli voltou aceso na segunda etapa e ficou ainda mais consistente no meio campo com a entrada de Allan aos 8 minutos no lugar de Insigne. A equipe buscou o gol, correu muito e foi premiada pelo gol aos 28 minutos de autoria de Diawara que converteu um outro pênalti.

City 100% no Grupo F Champions

Daí até o final o City controlou bem as ações, chegou ao final com 55% de média de posse de bola e foi capaz de manter o placar que garantiu a campanha de 100% de aproveitamento e a sólida liderança do Grupo F com 3 vitórias em 3 partidas, 8 gols a favor e 1 contra. Já o Napoli, se manteve com 3 pontos na terceira colocação atrás do Shakhtar Donetsk que venceu o Feyenoord por 2 a 1 na Holanda e chegou aos 6 pontos.

Líderes catalães presos são lembrados por Guadiola

Pep Guardiola aproveitou a entrevista coletiva para insistir nos elogios à equipe do Napoli e para homenagear os dirigentes catalães Jordi Cuixart do Òmnium Cultural e Jordi Sánchez da ANC, líderes do movimento independentista catalão e que foram presos. Guardiola dedicou a ambos a vitória.

 

 

 

 



MaisRecentes

FIFA ameaça a Espanha de exclusão da Copa do Mundo da Rússia em 2018



Continue Lendo

Há 70 anos o Real Madrid inaugurava o estádio Santiago Bernabéu



Continue Lendo

Quais foram os 11 melhores jogadores das 5 principais ligas europeias no último semestre?



Continue Lendo