Juventus guerreira, liderada por Carlitos Tevez, bate o Real Madrid



A Juventus  saiu na frente numa das semifinais da Champions League 2014/15 ao vencer o Real Madrid por 2 a 1, no Juventus Stadium, numa partida disputadíssima como os números indicados pela UEFA comprovam.

Real Juve stats

O batalhador italiano Giorgio Chiellini,  o inesgotável chileno Arturo Vidal e o magistral argentino Carlitos Tevez foram gigantes com atuações épicas liderando o time italiano a uma vitória improvável, difícil mas, afinal, merecida. Tevez voltou a justificar o apelido de “Rei do Piemonte” – região em que Turim se situa na Itália – e com o gol assinalado superou, na atual edição da Champions League, o total que assinalara nas 5 que disputara anteriormente. Vai se tornando uma imposição que Tevez seja apontado para o prêmio de melhor da FIFA na temporada em que já assinalou 29 gols pelo seu clube.

As palavras do técnico Massimiliano Allegri ao final do jogo resumem, em parte, o que levou sua equipe à vitória: “eles são mais ricos, mas nós somos mais corajosos”.

A primeira página da Gazzetta dello Sport de amanhã diz tudo.

A primeira página da Gazzetta dello Sport de manhã diz tudo o que Tevez realizou contra o Real Madrid.

Já o Real não viveu uma das suas melhores noites com 3 jogadores rendendo muito abaixo do que uma partida decisiva demanda: Carvajal – que cometeu um pênalti desnecessário e indiscutível -, Bale que se mostrou inoperante durante os 85 minutos em que esteve em campo e Sérgio Ramos que não funcionou a contento como segundo volante. O certo é que quando dois meio campistas não produzem, o rendimento de qualquer equipe fica comprometido, pois a impaciência e a falta de acerto nos passes são inevitáveis.

A equipe de Ancelotti sentiu mais do que nunca as ausências de Modric e Benzema. Cristiano Ronaldo foi o batalhador e artilheiro de sempre, balançando as redes italianas com seu 76º em Champions – que faz dele o maior artilheiro da história da competição – e que é o seu 307º no Real Madrid, igualando a marca do eterno Alfredo Di Stefano.

Cristiano se transformou no maior artilheiro da história da Champions ( foto - site oficial do RMCF)

Cristiano Ronaldo, com 76 gols, se transformou no maior artilheiro da história da Champions ( foto – site oficial do RMCF)

Evidentemente a vitória juventina foi importante, mas está longe de ter decidido a disputa pela vaga na final de Berlim. A história, no entanto, indica que o Real Madrid não conseguiu se recuperar nas duas vezes em que perdeu a partida de ida de semifinais da Champions por 2 a 1: foi assim em 1973 para o Ajax e 2012 para o Bayern de Munique.

A equipe de Ancelotti não jogou bem, mas até poderia ter obtido o empate em Turim. A vitória simples, por 1 a 0, a tornará finalista contra o vencedor de Barcelona e Bayern. A Juventus, por outro lado, já tem motivos consistentes para sonhar com a decisão de Berlim, desde que repita a bravura de hoje e conte com um Pirlo mais inspirado no Santiago Bernabéu.

Estas semifinais permanecem indecifráveis.



MaisRecentes

Presidente do Bayern detona valores especulados numa eventual transferência de Neymar.



Continue Lendo

Os extravagantes valores de uma eventual transferência de Neymar do Barça para o PSG



Continue Lendo

United x City jogarão pela primeira vez o “derby” de Manchester fora do Reino Unido.



Continue Lendo