Juve x Barça – um espetáculo global de futebol



Atualizado às 19:27h de 10/04/2017

 

Juventus e Barcelona jogam, nesta terça-feira, em Turim, a primeira partida pelas quartas de final da Champions League 2016/17 que merece ser classificada como de interesse global. Serão 250 jornalistas credenciados, de 21 países de 4 continentes e 137 observadores de clubes.

Emissoras com locutores presentes na tribuna de imprensa do Juventus Stadium transmitirão para a França, Suécia, Suíça, Reino Unido, Bósnia, Argentina, Japão, Curdistão, Croácia, Venezuela, Estados Unidos, Turquia, Hungria, Romênia, Dinamarca, Noruega, Bélgica, Grécia, Holanda, Polônia e Emirados Árabes. Os canais Esporte Interativo e Rede Globo transmitirão o jogo ao vivo para o Brasil, mas contarão apenas com a participação de repórteres no local.

O Juventus Stadium mudou a vida da Juve (foto - juventus.com)

O Juventus Stadium terá 100% de ocupação contra o Barcelona (foto – juventus.com)

A UEFA, responsável pela geração das imagens da partida através de 56 câmeras, contará com uma equipe de 91 pessoas.

Dois clubes campeoníssimos

Este confronto reunirá dois gigantes do futebol europeu contemporâneo. Somados serão 5 títulos de Mundial de Clubes (2 da Juventus e 3 do Barcelona), 7 de Champions League (2 da Juventus e 5 do Barcelona), 58 títulos de campeão nacional (34 da Juventus e 24 do Barcelona), 7 de Supercopa da Europa (2 da Juventus e 5 do Barcelona) e 39 títulos de copa nacional (11 da Juventus e 28 do Barcelona).

2 dos 10 maiores orçamentos da Europa

O embate de Turim colocará, segundo o relatório Football Money League 2017 da empresa de consultoria Deloitte, o Barcelona, 2º clube com maior receita no Mundo (€620.2 milhões) contra a Juventus, 10º na lista (€341.1 milhões)

Juventus FC

A Juventus está invicta nas últimas 21 partidas por competições da UEFA com 11 vitórias e 10 empates. A última derrota foi para o Bayern de Munique em 2013. Em 24 partidas como mandante contra equipes espanholas a Juve venceu 14, empatou 8 e perdeu apenas 2. São 47 partidas de invencibilidade em seu estádio somando todas as competições.

A equipe de Massimiliano Allegri vem mantendo uma média de 63.2% de posse de bola por partida. Ela já assinalou 14 gols e tomou apenas 2.

A atual Juventus é muito diferente da que entrou em campo para a final da Champions League 2014/15, que teve o Barcelona como vencedor. Uma verdadeira seleção deixou o clube italiano: Andrea Pirlo, Arturo Vidal, Paul Poga, Álvaro Moratta, Carlitos Tevez e Patrice Evra.

FC Barcelona

Esta será a 10ª participação consecutiva do Barcelona na fase de quartas de final da Champions League em que ele obteve 14 vitórias contra 4 derrotas. O clube catalão tem um histórico como visitante contra equipes italianas de 6 vitórias, 9 empates e 5 derrotas. Luís Enrique terá que armar seu time sem o suspenso Sergio Búsquets.

Em função da histórica vitória por 6 a 1 sobre o PSG nas oitavas de final o Barcelona passou a ser o primeiro clube na história da Champions League a seguir na competição depois de perder a primeira partida por uma diferença de 4 gols. A equipe de Luís Enrique perdeu as duas últimas partidas que realizou como visitante.

O Barcelona terá pela frente Dani Alves, personagem de destaques nos seus títulos mais recentes e que deixou o clube depois de 8 temporadas. Sua ausência até agora não foi suprida pelo clube catalão.

O MSN barcelonista chega, de novo, desafiado pelos desdobramentos da expulsão de Neymar Jr no último sábado contra o Málaga. O jogador brasileiro passou a ser muito criticado pelo comportamento durante o jogo. Já Lionel Messi enfrentará o legendário goleiro Gigi Buffon, o único dos grandes goleiros do mundo em que ele jamais conseguiu marcar um gol.

Os números da equipe de Luís Enrique indicam 64,8% de posse de bola por jogo, 26 gols marcados e 9 sofridos.

Partida de volta

O Barcelona receberá a Juventus para a partida de volta na quarta feira que vem, dia 19 de abril, no Camp Nou.

 

 

 



MaisRecentes

FIFA preocupada com boicote de países árabes ao Qatar, organizador da Copa de 2022.



Continue Lendo

Real Madrid, o “senhor das finais e do dinheiro” da Champions League



Continue Lendo

O seleto grupo dos tríplices campeões da Europa



Continue Lendo