Independiente del Valle na final da Libertadores. O futebol internacional vive, enfim, uma nova era?



Atualizado às 16:28h de 15/07/2016

O futebol contemporâneo vem produzindo surpresas interessantes em termos de resultados e protagonistas. No país do futebol imemorial, o inacreditável Leicester conquistou pela primeira vez na sua história a multimilionária Premier League, dominada desde sua fundação pelos gigantes ingleses.

O Chile, tão modesto em termos de feitos continentais, venceu em 1 ano, a Copa América 2015 e a Copa América Centenário, ao bater nas finais de ambas, a poderosa Argentina de Lionel Messi e outros craques.

O Independiente del Valle desbrava a Bombonera (foto - Eitan Abramovich/AFP)

O Independiente del Valle desbrava a Bombonera (foto – Eitan Abramovich/AFP)

O pequeno mas destemido Portugal sacramentou um feito extraordinário ao vencer a França anfitriã na EURO 2016 finalmente atingindo o topo de uma competição internacional que também projetou seleções desprovidas de tradição como Islândia e País de Gales. Finalmente o futebol do país de Eusébio e Cristiano Ronaldo chegou ao topo da Europa em termos de seleções.

E, nesta quinta-feira, na mítica La Bombonera, o atrevido Independiente del Vale derrotou o tradicionalíssimo Boca Juniors, sacramentando sua participação inédita na final da Copa Libertadores 2016 contra o Atlético Nacional de Medellin que vencera o São Paulo na outra semifinal. Dois clubes que somam 9 títulos da Libertadores foram barrados da final por 2 que somam apenas 1.

Estaremos finalmente vivendo uma nova era em que a longeva e tantas vezes ridicularizada expressão “no futebol de hoje não tem mais bobo” passa a ser menos folclórica e, de fato, e vira a síntese de uma etapa particular e diferente do futebol internacional?

Parece que os efeitos da globalização e até de uma certa distribuição de recursos, conhecimento e informação no futebol de alguma maneira alteraram a correlação de forças esportivas entre os clubes e países.

Vejamos se este processo terá efeito na Champions League, principal competição continental de clubes e que, cada vez mais vem sendo hegemonizada pelos clubes mais ricos da Europa.

 

 

 



MaisRecentes

Ranieri, uma história sempre surpreendente no Leicester



Continue Lendo

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo