Hooligangs croatas atrapalham sua seleção que cede empate a uma República Tcheca inferior



A Croácia jogou melhor que a República Tcheca e encaminhava sua vitória por 2 a 1 até os 42 minutos do segundo tempo no estádio Geoffroy-Guichardem, em Saint-Étienne. De repente, hooligangs croatas lançaram rojões e sinalizadores para o gramado provocando a paralisação da partida por 5 minutos. Claramente o episódio afetou a concentração dos jogadores da própria equipe que se mobilizaram para apelar pelo fim daquela barbaridade que inclusive feriu um dos funcionários do estádio que trabalhava na remoção dos artefatos lançados no gramado.

Dois minutos após o reinício do jogo. o zagueiro Vida cometeu pênalti ao cortar um cruzamento com a mão. O gol de empate tcheco, de Necid, portanto só pode ser debitado à estupidez dos torcedores croatas e ao desequilíbrio psicológico de seus jogadores.

O meia Perisic abriu o marcador ainda no primeiro tempo (foto - Philippe Desmazes / AFP)

O meia Perisic abriu o marcador ainda no primeiro tempo (foto – Philippe Desmazes / AFP)

O jogo, até então, foi rigorosamente controlado pela equipe de Lucas Modric e Ivan Raktic. Perisic abriu o placar aos 37 minutos do primeiro tempo e Raktik fez o segundo aos 14 do segundo tempo. Nem mesmo o tento de cabeça de Skoda, aos 30 minutos do segundo tempo havia afetado a supremacia croata até o ato insano e selvagem de seus torcedores.

Cacic: “terroristas do esporte”

Após a partida o técnico croata, Ante Cacic, lamentou o resultado e não poupou a minoria estúpida de sua torcida:

– A República Checa é um time de qualidade. Nós fizemos um dos melhores jogos desde que eu assumi o cargo. Criamos muitas chances. Mas esta é a EURO: todos os times tem chances. Eles marcaram 2 gols. O que eu posso falar? Nós deveríamos ter vencido e chegado aos 6 pontos. Estou feliz com a performance da equipe até o 2 a 1. Estávamos perfeitos. Depois da interrupção, perdemos a concentração. Estamos acostumados a este tipo de situação. Temos que ser ainda mais fortes e melhores. Lamento que tenhamos perdido 2 pontos, mas é futebol. Eu chamo estes hooligangs de terroristas do esporte. Eles não deveriam estar presentes nos estádios”. Cacic também lamentou o problema muscular de Modric que provocou sua substituição e que o afastará da partida contra a Espanha na última rodada do Grupo E.

O meia Raktic foi mais longe em seu desabafo:

– Vamos ver se podemos jogar contra a Espanha. Talvez tenhamos que ir para casa. Não é por acaso que fomos obrigados a jogar com portões fechados.

O autor do primeiro gol croata, Ivan Perisic, também se manifestou:

– Não consigo entender por que nós mesmos é que temos que gastar energia acalmando nossos próprios torcedores”.

O ex-jogador da seleção croata e atual técnico do West Ham, Slaven Bilic, declarou ao canal inglês ITV:

– É inacreditável o que este tipo de gente tem feito. A maior parte dos torcedores tem pedido para eles não fazerem isto. Algum deles estão lá como numa missão. E esta não deve ser a última vez que eles farão isto. Nos clássicos entre Dínamo Zagred e Hadjuk Split pelo campeonato croata os pais já não levam mais os filhos ao estádio”.

 

Obra de arte da estupidez de hooligangs croatas (foto - Joe Klamar/AFP)

Obra de arte da estupidez de hooligangs croatas (foto – Joe Klamar/AFP)

A UEFA já abriu um inquérito disciplinar para apurar os acontecimentos de Saint-Étienne.

É preciso cobrar da organização da EURO mais ações punitivas diante do comportamento selvagem dos torcedores durante o torneio do que culpá-la pela entrada de sinalizadores no estádio.

A imprensa internacional não poupa os hooligangs croatas pelo resultado frustrante de sua seleção. O diário La Gazzetta dello Sport afirma que a Croácia praticou um “harakiri”. Para o espanhol El País foi um “suicídio croata” dada a superioridade da equipe sobre os tchecos até a paralisação da partida.

 

 



MaisRecentes

Ranieri, uma história sempre surpreendente no Leicester



Continue Lendo

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo