Guardiola lidera ranking de técnicos de melhor reputação no mundo. Tite aparece em 13º.



Atualizado às 16:50h de 24/01/2018

 

Este post eu devo ao querido amigo italiano, Maurizio Scalari, companheiro dinâmico de trabalho na plataforma digital Dugout. Ele me apresentou ao “Ranking de Reputação de Técnico” (Coach Reputation Ranking) elaborado pela empresa de consultoria “Comunicar es ganar” (Comunicar é ganhar) com sede na Espanha e nos Estados Unidos.

Pep Guardiola, técnico do Manchester City, líder da Premier League, ponteia o ranking global Top20 de técnicos de futebol com melhor desempenho entre outubro de 2017 e janeiro de 2018. No levantamento o técnico Tite da seleção brasileira chegou na 13ª posição geral e na 3ª de técnicos de seleções. Vale observar que o período de avaliação não incluiu aquele em que a seleção brasileira mais brilhou sob o comando de Tite e garantiu a classificação para a Copa de 2018. Um novo ranking está previsto para o próximo mês de junho. O estudo avalia técnicos de clubes e de seleções.

O City de Guardiola lidera a Premier League por 12 pontos (foto – mancity.com)

O ranking é baseado num cálculo matemático e que acaba apontando um resultado de caráter menos esportivo do que de representatividade e respeitabilidade pessoal de cada técnico. O levantamento analisa cada técnico considerando 10 categorias, com pesos variáveis, que acabam gerando uma avaliação geral final. As categorias são: trajetória, redes sociais, site oficial pessoal, relação com as mídias, capacidade de comunicação, comunicação não verbal, representatividade com patrocinadores, responsabilidade social desportiva, conteúdo de marca e liderança.

A pesquisa confirma a ideia de que, nos últimos tempos, o técnico de futebol se transformou em porta-voz e embaixador de um clube ou de uma seleção, dado seu perfil público, além da projeção e imagem de marca do clube ou da federação nacional. Em muitas ocasiões ele é a grande referência e ícone para torcedores, patrocinadores, mídia, jogadores, etc. Assim é essencial cuidar não apenas do que ocorre dentro do campo, mas também o que se passa antes e depois de um jogo de futebol. O técnico hoje também tem que ser psicólogo, ter carisma, nossão exata de liderança, visão estratégica e histórica da realidade em que trabalha.

Tite é o terceiro como técnico de seleções (foto – Pedro Martins – MowaPress)

Guardiola chegou ao topo do ranking se destacando notadamente nas categorias trajetória e patrocinadores. Sua avaliação mais rigorosa foi quanto à relação com as mídias. Ele alcançou a liderança global com uma avaliação de 78.4/100. Tite foi muito bem avaliado em termos de trajetória e, não em patrocinadores e conteúdo de marca. Ele não teve avaliação em redes sociais e site pessoal.

 

A relação dos Top20 Globais:

1- Pep Guardiola – Manchester City – 78.4

2- Massimiliano Allegri – Juventus – 77.5

3- Zinedine Zidane – Real Madrid – 74.9

4- Antonio Conte – Chelsea – 71.8

5- Diego Simeone – Atlétido de Madrid – 70.6

6- José Mourinho – Manchester United – 70.2

7- Unai Emery – PSG – 69.4

8- Maurício Pochettino – Tottenham – 64.3

9- Ernesto Valverde – Barcelona – 66.3

10- Julen Lopetegui – Espanha – 63.4

11 – Jürgen Klopp – Liverpool – 60.5

12- Joachim Löw – Alemanha – 59.8

13- Tite – Brasil – 54.7

14- Jupp Heynkes – Bayern de Munique – 51.3

15 – Leonardo Jardim – Mônaco – 50.8

16 – Roberto Martinez – Bélgica – 44.8

17- Arsène Wenger – Arsenal – 43.8

18- Didier Deschamps – França – 42.5

19- Fernando Santos – Portugal – 40.5

20- Jorge Sampaoli – Argentina – 36.5

 

 



MaisRecentes

Justiça suíça inocenta Platini, segundo o Le Monde.



Continue Lendo

Jürgen Klopp revela sua admiração por Arrigo Sacchi e reconhece influência do italiano no futebol.



Continue Lendo

Crise política entre o Reino Unido e a Rússia complica a vida de Abramovich e pode afetar o Chelsea



Continue Lendo