Guardiola elogia Ozil e critica ex-jogadores comentaristas



Pep Guardiola costuma surpreender com opiniões heterodoxas sobre assuntos que não dizem respeito exclusivamente a ele ou ao Manchester City.

Dois antes de receber o Arsenal, no Etihad Stadium, o técnico do líder invicto da Premier League – a 5 pontos do Manchester United (2º) e a 9 do próprio Arsenal (5º) – foi contundente na defesa de Metsu Ozil, um dos principais jogadores do próximo adversário, e criticou ex-jogadores comentaristas:

-Eu admiro Metsu demais. Talvez a sua linguagem corporal não o ajude muito. Mas, às vezes, a linguagem corporal confunde as opiniões dos críticos, da mídia ou de ex-jogadores. Para mim, é difícil. Aceito as opiniões de todos vocês jornalistas, mas os ex-jogadores que criticam os novos jogadores quando eles mesmos meses antes, anos antes, estavam ali no campo e sabem exatamente o quanto complicado é.

Guardiola está na segunda temporada à frente do City (foto – Sven Hoppe/ AFP)

Guardiola lembrou que todo jogador tem dias infelizes a estendeu a crítica a posturas de ex-treinadores:

-Estes ex-jogadores que são agora comentaristas com prestígio parece se esquecerem de que eles também fizeram partidas ruins como alguns jogadores de hoje em dia. Mas as coisas são assim e temos que aceitar. Assim como ex-técnicos falam de técnicos que agora estão no cargo. Acreditem: não entendo.

O técnico do City saudou a presença de craques na Premier League e brincou sobre o papel de Ozil na partida de domingo:

-Não tenho nenhuma dúvida da qualidade de Ozil. Os melhores também são criticados. É muito bom para a Premier League ter jogadores com seu talento e espero que amanhã ele faça uma má, má partida.

Metzu Ozil nasceu em Gelsenkirshen (foto – roland harrison – AFP)

O debate em torno do desempenho de Ozil na atual temporada foi ilustrado nos últimos dias com estatísticas que indicam que o alemão tem criado tantas situações de gol no campeonato quanto o belga Kevin De Bruyne, do City, e considerado por muitos o melhor jogador da temporada.

O contrato de Ozil se encerrará no meio de 2018 e seu destino está em aberto. Segundo o diário “Manchester Evening Star” José Mourinho já teria manifestado interesse no jogador com quem trabalhou no Real Madrid.

O meia atacante alemão, de 29 anos, fez parte da seleção campeã mundial na Copa de 2014 no Brasil. Ele surgiu no Shalke 04 e passou por Werder Bremen, Real Madrid e chegou ao Arsenal em 2013.

 

Guardiola e a Catalunha

Pep Guardiola aproveitou a entrevista sobre a partida de domingo e se manifestou sobre a situação política na sua Catalunha. Ele revelou estar receoso com “o retrocesso no Estado de direito” a partir da prisão de líderes políticos catalães. Guardiola alertou:

-Se aconteceu com eles pode acontecer com qualquer um de nós. Espero que encontremos uma solução o mais rápido possível”.



MaisRecentes

FIFA ameaça a Espanha de exclusão da Copa do Mundo da Rússia em 2018



Continue Lendo

Há 70 anos o Real Madrid inaugurava o estádio Santiago Bernabéu



Continue Lendo

Quais foram os 11 melhores jogadores das 5 principais ligas europeias no último semestre?



Continue Lendo