Depay honra a camisa 7 do Manchester United em vitória categórica na Champions League



O Manchester United obteve um resultado importante tendo em vista sua classificação para a fase de grupos da UEFA Champions League 2015/16 ao vencer por 3 a 1 o Brugge, nesta terça-feira, em Old Trafford.

O jovem holandês Memphis Depay foi o protagonista da jornada com uma participação iluminada, digna de Cristiano Ronaldo, David Beckham, Eric Cantona, George Best ou Bryan Robson que, noutras épocas, trajaram a mesma “tradicionalíssima e mítica camisa 7 vermelha”. Depay marcou dois gols e fez o cruzamento milimétrico para o terceiro gol. Adnan Januzaj e Juan Matta, especialmente na primeira etapa, além de Daley Blind e Luke Shaw também se destacaram pelo lado inglês.

Memphis Depay honrou a mítica camisa 7 do United (foto - site oficial do MUFC)

Memphis Depay estreou na Champions League em Old Trafford (foto – site oficial do MUFC)

Wayne Rooney, mesmo sem se mostrar inteiramente confortável como o atacante mais avançado, foi autor de uma assistência magistral que o próprio Depay poderia ter transformado em gol.

A equipe de Louis Van Gaal dominou amplamente o time belga – que se apresentou bastante desfalcado por motivo de contusões – mesmo tendo sofrido um gol contra de Carrick logo aos 8 minutos do primeiro tempo. A equipe inglesa não se desesperou e obteve o empate 5 minutos apenas mais tarde num golaço de Depay que esbanjou categoria, criatividade e precisão numa jogada iniciada com um lençol desmoralizante sobre o zagueiro adversário e concluída por um chute indefensável para o goleiro belga.

Depay desempatou aos 42 minutos da primeira etapa num fortíssimo chute cruzado perfeito do lado direito da área belga e fez o cruzamento para o gol de Fellaini no último minuto do jogo, definindo um placar que dá uma margem importante para a partida de volta, quarta-feira que vem, na Bélgica.

Fellaini assinala o terceiro gol do United (foto - site oficial do MUFC)

Fellaini assinala de cabeça o terceiro gol do United (foto – site oficial do MUFC)

Van Gaal se mostrou radiante após a partida com o resultado e a atuação de Depay: “estou muito feliz por ele por que um jogador precisa disto. Eu quero dar um beijo nele por esta noite. Eu tenho dito que é uma questão de tempo e era uma questão de tempo. Espero que siga assim, mas também não é fácil. Ele só tem 21 anos e jogou apenas 2 temporadas como profissional no PSV. Mas eu confio nele. Ele hoje marcou 2 gols e a assistência para o terceiro foi um cruzamento fantástico”.

Van Gaal revelou que a entrada de Schwensteiger no lugar de Carrick no intervalo teve motivação tática e estava prevista: “eu preciso recuperar Schwensteiger, dar ritmo de jogo a ele”. O holandês, ao seu estilo, não deixou de fustigar os críticos: “foram tantas críticas de que não chutamos a gol, não criamos oportunidades. Agora todos viram que criamos muitas chances. Como digo sempre, você tem que ser eficiente e, às vezes, com 3 chances você assinala 2 gols. Hoje foram diversas oportunidades e 3 gols”.

Louis Van Gaal: "pus Fellaini para jogar na grande área onde ele tem qualidade. (foto - site oficial do MUFC)

Louis Van Gaal: “pus Fellaini para jogar na grande área porque ele tem qualidade e tem feito gols comigo ali”. (foto – site oficial do MUFC)

A atuação de Memphis Depay também encantou os torcedores do United. Em votação sobre o melhor jogador em campo através do Twitter oficial do clube – @ManUtd – o atacante holandês foi escolhido por 82% dos votantes, seguido por Chris Smalling (11%) e Luke Shaw (7%).



MaisRecentes

Ranieri, uma história sempre surpreendente no Leicester



Continue Lendo

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo