Demissão de Bielsa pelo Lille deverá acabar na justiça trabalhista francesa



O divórcio entre Marcelo “El Loco” Bielsa e Lille deverá ser decidido nos tribunais. A mídia esportiva francesa aposta que o litígio entre o técnico argentino e o clube francês não terá solução amigável. A campanha do Lille até aqui na Ligue 1 é absolutamente decepcionante: 19º lugar na 14ª rodada.

O motivo alegado pela direção do clube francês para suspender seu contrato foi sua viagem, sem autorização do clube, até o Chile para visitar seu tradicional colaborador Luis Bonini que viria a falecer dias depois. A medida foi intempestiva e unilateral depois de apenas 9 meses de trabalho. A última vez que dirigiu a equipe foi na derrota para o Amiens.

Marcelo Bielsa, 62 anos, já dirigiu o Chile entre 2007 e 2011 (foto – AFP)

A direção do Lille convocou Bielsa para uma reunião nesta quarta-feira. Seu objetivo é evitar que Bielsa recorra à Comissão Jurídica da Liga de Futebol Profissional para a definição da multa rescisória pela demissão unilateral da quarta-feira da semana passada.

O advogado de Bielsa argumenta que seu cliente não foi comunicado da decisão do clube adequadamente segundo as regras da justiça trabalhista francesa. O clube suspendeu seu contrato intempestiva e unilateralmente depois de 9 meses de trabalho.

O futuro de Marcelo Bielsa, segundo o diário londrino The Guardian, pode passar pela direção da seleção da Austrália na Copa do Mundo de 2018 na Rússia no lugar de Angelo Postecoglou. A equipe australiana obteve a vaga vencendo o duelo contra a seleção de Honduras na repescagem.

Postecoglou decidiu se afastar do cargo em função de divergências nos critérios nas decisões tomadas pela federação australiana.

 



MaisRecentes

CR7 é caro, mas também uma máquina de gerar gols, audiência e dinheiro



Continue Lendo

Paul Scholes: Pep Guardiola inspira a Inglaterra de Southgate



Continue Lendo

A Copa do Qatar começa hoje para o Brasil. Não devemos nem perder tempo, nem perder Tite.



Continue Lendo