Confirmado: UEFA lança Gianni Infantino para presidente da FIFA



Os membros do Comitê Executivo da UEFA decidiram, por unanimidade, apoiar o nome do secretário geral da entidade, Gianni Infantino, como candidato a presidente da FIFA. Um comunicado oficial foi divulgado:

A próxima eleição para um novo presidente da FIFA, representa um momento crucial para a governança da entidade e o futuro da própria Fifa. Acreditamos que Gianni Infantino tem todas as qualidades necessárias para enfrentar os grandes desafios à frente e liderar a organização na direção de reformas que restaurem a integridade e a credibilidade da Fifa.

 Infantino é secretário geral da UEFA desde 2009. ( foto - site oficial da UEFA)

Gianni Infantino, 45 anos,  é secretário geral da UEFA desde 2009. ( foto – site oficial da UEFA)

 


Gianni tem feito um grande trabalho na Uefa, tem um histórico comprovado como um administrador de alto nível e com relações positivas construídas com todas as partes interessadas no futebol ao redor do globo. Ele tem sido um defensor de longa data da necessidade de mudança e retomada do desenvolvimento na Fifa e representará uma voz rejuvenescida e informado para o cenário do corpo governante do mundo do futebol.
“Estamos muito satisfeitos que Gianni concordou em se candidatar. Ele sabe que ele tem todo o nosso apoio na sua campanha para se tornar presidente da FIFA. Ele oficializará seu nome com as indicações necessárias e irá emitir uma declaração sobre a sua candidatura ao longo do dia .
O lançamento da candidatura de Gianni Infantino é uma vitória dos dirigentes europeus que não se conformavam com a submissão dos interesses do futebol daquele continente aos problemas oriundos da suspensão de Michel Platini por 90 dias e comprova que a nota emitida após a reunião do Comitê Executivo na semana passada foi muita mais na direção de apoiar um processo transparente e justo de julgamento do recurso de Platini contra sua punição do que de manutenção do apoio a sua candidatura.

Infantino, 45 anos, nasceu na Suíça, é advogado e notório poliglota. Ele ocupa a secretaria geral da UEFA desde 2009, período em que se comportou como “braço direito” de Platini. Infantino foi secretário geral do Centro Internacional de Estudos sobre Esportes (CIES) da Universidade de Neuchatel (Syíça) e trabalhou como consultor das ligas de futebol da Itália, Espanha e Suíça. Ele passou a trabalhar na UEFA em 2000.

Nesta mesma segunda-feira o Sheik Salman bin Ebrahim al-Khalifa, do Bahrein – presidente da Confederação Asiática de Futebol – e o presidente da Federação de Futebol da Libéria – Musa Bility também oficializaram seus nomes.

Até hoje, os candidatos lançados são 8: o sul-africano Tokyo Sexuale, o príncipe jordaniano Ali bin al-Hussein, ex-jogador de Trinidad e Tobago David Nahkid, o ex-secretário geral adjunto da FIFA Jérôme Champagne, o presidente da CAF, Sheik Salman, o africano Musa Bility, o presidente punido da UEFA Michel Platini e o scretário geral da UEFA, Gianni Infantino.

Zico continua tentando viabilizar sua candidatura. Ele conta com a promessa da CBF de apoiá-lo caso ele consiga o respaldo oficial de quatro outras federações.

 

Atualizado às 14:20h de 26/10/2015.

 



MaisRecentes

Raios X dos 100 gols de Messi pelo Barça em competições europeias



Continue Lendo

Barça exibe bandeira pelo diálogo na Catalunha mas impede a distribuição de cartazes no Camp Nou



Continue Lendo

Barça exibirá bandeira gigante antes da partida contra o Olympiacos propondo diálogo na Catalunha



Continue Lendo